Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Dourados terá parquímetro instalado em três meses

02 agosto 2006 - 08h44

O problema dos motoristas de achar vagas para estacionar no centro de Dourados deve se prolongar por mais 90 dias. Pelo menos esse é o prazo para a empresa que ganhou o processo de licitação implantar o parquímetro, também conhecido como “Zona Azul Eletrônica”. O novo sistema tem como objetivo organizar definitivamente o sistema de estacionamento no município, alvo de constantes críticas dos motoristas.O superintendente de Transporte e Trânsito, Oslon Estigarribia Paes de Barros, explica que concluída a licitação, a prefeitura terá que conceder um prazo para a empresa que vai explorar os serviços para se adequar, ou seja, adquirir os equipamentos e depois ensinar a população a usar o novo sistema, através de uma campanha educativa.Ele acredita que o sistema tem tudo para dar certo, pois são visíveis as dificuldades que as pessoas têm para estacionar na área central de Dourados. Para estacionar no parquímetro por uma hora, Estigarribia disse que será cobrado R$ 0,80.O município não vai gastar absolutamente nada para a instalação do parquímetro, uma vez que a aquisição de equipamentos, pagamento de funcionários, entre outras despesas ficará a cargo da empresa vencedora da licitação, segundo o superintendente. “O município só vai ceder o espaço para a empresa explorar o serviço, mas em contrapartida, deve oferecer um serviço que satisfaça a população”, explicou.Estigarribia lembra que por causa das dificuldades dos motoristas em achar estacionamentos e reclamações de comerciantes, entidades representativas do comércio local reivindicaram uma solução para o problema. “Depois de fazer uma pesquisa, concluímos que o parquímetro seria uma solução viável e por ser o mais moderno na atualidade”, destacou.O sistema é adotado como, por exemplo, em Paris, Washington e Miami. No Brasil o sistema de parquímetro multivagas já opera com 900 equipamentos em 20 cidades atendendo 22.500 vagas.Oslon lembra ainda que o sistema vai ocupar menos espaço físico, poluindo menos a área urbana e dando mais espaço para os pedestres. “No geral vai ser uma forma de melhorar o trânsito na área central”, comentou.ZONA AZULPara a ativação do parquímetro, os patrulheiros mirins que atuavam no centro da cidade, na Zona Azul, foram retirados há pelo menos um mês. Eles trabalhavam vendendo os bilhetes de estacionamento. Em Dourados o sistema acabou não dando certo porque muitos motoristas se recusavam a adquirir os bilhetes de estacionamento, apesar da insistência dos patrulheiros mirins.A falta de fiscalização e de punição aos motoristas que não pagavam pelo estacionamento, fez com que o sistema não desse certo. “Os patrulheiros estão sendo remanejados para outros setores”, disse Estigarribia, lembrando que somente a prefeitura emprega pelo menos 40 patrulheiros. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Paciente em surto arranca soro do braço e deixa UPA ensanguentada
JUDICIÁRIO
Plano de saúde incluirá criança sob guarda judicial como dependente
CAMPO GRANDE
Homem acusado de estuprar enteada de 11 anos foge após denúncia
DOURADOS
Secretário destaca esforço para garantir crianças em salas de aula
CAPITAL
Família procura por homem com alzheimer desaparecido a quatro dias
CRISE
Governo anuncia demissão do presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Identificado homem que morreu em capotamento provocado por anta na BR-060
ENSINO SUPERIOR
Resultado do Sisu 2020 é liberado após STJ atender recurso do MEC
POLÍCIA
Casal que levava carro roubado para fronteira é preso
JUSTIÇA
Companhia aérea indenizará passageiro por tratamento indevido

Mais Lidas

VÍDEO
Ventania derruba árvores e destelha casas na região sul de Dourados
REGIÃO
Condutor de caminhonete é preso após atingir sete veículos estacionados
IVINHEMA
Confusão em posto termina com um morto e outro ferido por PM de folga
DOURADOS
Mulher deixa carro com chave na ignição e tem surpresa 15 horas depois