Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Dourados prepara IPTU progressivo para acabar com vazios urbanos

30 maio 2011 - 11h43

Está em estudo pela Prefeitura de Dourados a aplicação do IPTU (Imposto Predial e Terretorial Urbano) progressivo para acabar com os vazios urbanos e imóveis sem utilização. O sistema foi instituído em 2003, com a aprovação do Plano Diretor, mas não foi efetivado até agora. Para o prefeito Murilo, trata-se de um procedimento de extrema importância para a cidade, principalmente porque grande parte desses imóveis é mantida sem edificação, apenas para especulação imobiliária.

O IPTU progressivo consiste em aumentar o valor do imposto anualmente, até atingir o percentual de 15% do valor venal do imóvel, que seria o máximo permitido por lei. Mas para isso, uma equipe de técnicos está concluindo estudos para definir como será aplicada essa correção, dentro do que determina a legislação, incluindo notificações e prazos legais para o procedimento.

A previsão inicial é de cinco anos, a partir da notificação oficial, para que o imóvel seja utilizado, observando prazos para apresentação do projeto, início e conclusão da obra. Os técnicos avaliam ainda o perímetro em que será feita essa exigência, podendo começar apenas pela área central e, gradativamente chegar a toda a cidade. No entanto, os detalhes para o cumprimento do que determina o Plano Diretor ainda estão em análise.

A prefeitura já mapeou vários pontos tidos como vazios urbanos considerados de porte médio e grande e, assim que concluídos os estudos seus proprietários serão devidamente notificados para realizar o parcelamento compulsório, ou seja, o loteamento do imóvel. A maioria – pelos menos dez áreas – é identificada como parte de chácaras e está localizada até mesmo próxima ao centro.

Mas o IPTU progressivo deve ser aplicado também nos casos de imóveis que não são utilizados, como uma casa abandonada há anos e de algumas situações na cidade onde existem grandes edificações sem qualquer uso. Como exemplos estão o antigo prédio do Clube Social, da Agrosul e o local onde funcionava o Laticínio Monte Castelo, na Avenida Presidente Vargas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Em cenário paradisíaco, Letícia Lima brinca: "estou insuportável"
CAMPO GRANDE
Mãe procura rapaz de 21 anos que desapareceu no último sábado
UEMS
Estão abertas as inscrições para o Programa de Mobilidade Nacional
JUSTIÇA
Homem é condenado por esfaquear mulher e terá que pagar R$ 8 mil
TRÂNSITO
Mais de 233 mil veículos devem passar pela BR-163 no feriado
POLÍTICA
Cinco partidos de oposição anuncia obstrução à reforma da Previdência
DIA 24
Luiza Brunet será empossada embaixadora do Mãos EmPENHAdas
RURAL
Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em créditos para agricultores
CAMPO GRANDE
Mulher vai ao salão de beleza e quando sai encontra veículo incendiado
POLÍTICA
Senado aprova parecer que pede suspensão dos decretos das armas

Mais Lidas

FATALIDADE
Corpo de douradense é encontrado no rio Aquidauana
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
PARAGUAI
Homem escapa de sequestro, mas acaba executado por pistoleiros em posto
RESERVA INDÍGENA
Dois são presos suspeitos pelas mortes de tio e sobrinho em Dourados