Menu
Busca quinta, 24 de maio de 2018
(67) 9860-3221
SEVILHA ODONTOLOGIA

Dourados prepara IPTU progressivo para acabar com vazios urbanos

30 maio 2011 - 11h43

Está em estudo pela Prefeitura de Dourados a aplicação do IPTU (Imposto Predial e Terretorial Urbano) progressivo para acabar com os vazios urbanos e imóveis sem utilização. O sistema foi instituído em 2003, com a aprovação do Plano Diretor, mas não foi efetivado até agora. Para o prefeito Murilo, trata-se de um procedimento de extrema importância para a cidade, principalmente porque grande parte desses imóveis é mantida sem edificação, apenas para especulação imobiliária.

O IPTU progressivo consiste em aumentar o valor do imposto anualmente, até atingir o percentual de 15% do valor venal do imóvel, que seria o máximo permitido por lei. Mas para isso, uma equipe de técnicos está concluindo estudos para definir como será aplicada essa correção, dentro do que determina a legislação, incluindo notificações e prazos legais para o procedimento.

A previsão inicial é de cinco anos, a partir da notificação oficial, para que o imóvel seja utilizado, observando prazos para apresentação do projeto, início e conclusão da obra. Os técnicos avaliam ainda o perímetro em que será feita essa exigência, podendo começar apenas pela área central e, gradativamente chegar a toda a cidade. No entanto, os detalhes para o cumprimento do que determina o Plano Diretor ainda estão em análise.

A prefeitura já mapeou vários pontos tidos como vazios urbanos considerados de porte médio e grande e, assim que concluídos os estudos seus proprietários serão devidamente notificados para realizar o parcelamento compulsório, ou seja, o loteamento do imóvel. A maioria – pelos menos dez áreas – é identificada como parte de chácaras e está localizada até mesmo próxima ao centro.

Mas o IPTU progressivo deve ser aplicado também nos casos de imóveis que não são utilizados, como uma casa abandonada há anos e de algumas situações na cidade onde existem grandes edificações sem qualquer uso. Como exemplos estão o antigo prédio do Clube Social, da Agrosul e o local onde funcionava o Laticínio Monte Castelo, na Avenida Presidente Vargas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Fiems alerta que greve dos caminhoneiros vai parar 100% das indústrias
OPERAÇÃO OIKETICUS
Sargento da ‘máfia dos cigarreiro’ se apresenta e vai para presídio
NOVA ANDRADINA
Atleta de MS competirá no circuito nacional de ciclismo
CONTRABANDO
Veículo é apreendido com 2 mil pacotes de cigarros contrabandeados
CAMPO GRANDE
Dono de posto é preso por vender gasolina a preço abusivo
PARALISAÇÃO
UFGD suspende atividades até domingo
DOURADOS
Fazendeiro que matou desafeto em cartório há oito anos é absolvido
MIRANDA
Cocaína é apreendida pela PRF na BR-262 vinda de Corumbá
COTAÇÕES
Dólar interrompe sequência de três quedas e fecha em alta, cotado a R$ 3,64
INDÚSTRIA
Centro de Inovação do Sesi de MS será inaugurado amanhã

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente na MS-270
RODOVIAS BLOQUEADAS
Greve dos caminhoneiros pode paralisar indústria em Dourados
GASOLINA A R$ 5
Contra abuso nos preços, força-tarefa autua postos em Dourados
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Rixa antiga teria motivado atentado contra “zóio de gato”