Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Dourados discute Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas

26 maio 2011 - 13h48

A Prefeitura de Dourados trabalha contra o tempo para desburocratizar os seus sistemas de licença e se tornar referência em desenvolvimento entre as cidades médias. O primeiro passo é discutir a Lei Geral Municipal 164/10 e agilizar a sua aplicação na prática.



Nesta semana, o diretor de Comércio da Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio, Clarindo Gimenes, discutiu a Lei na Câmara de Vereadores de Dourados.



Ele apresentou a proposta de desburocratização da emissão de licenças para facilitar a instalação de empresas na cidade. “Não se trata de burlar a lei; se trata de agilizar”, explica Clarindo.



O diretor disse aos vereadores Idenor Soares (presidente da Câmara), Walter Hora (líder do prefeito), Elias Ishy, Cido Medeiros, Albino Mendes, Pedro Pepa, Délia Razuk e Alberto Alves dos Santos, o Bebeto, que hoje 95% das empresas brasileiras são micro e pequenas e que muitos dos segmentos contemplados oferecem pouco risco, justamente essas as mais beneficiadas no processo de desburocratização das licenças.



A proposta é fazer com que todas as licenças provisórias sejam emitidas em Dourados em no máximo cinco dias. “Se conseguirmos isso, e fazendo dentro da Lei Geral, vamos contribuir significativamente com o desenvolvimento de Dourados”, diz a secretária de Agricultura, Indústria e Comércio, Neire Colman. A cidade de Campo Grande já consegue fazer essa emissão em cinco dias.



Durante a reunião, os vereadores levantaram algumas preocupações, entre elas o fato de a maioria dos imóveis do centro da cidade ser antiga e, alguns dos bairros, não se enquadrarem na Lei de Ocupação Urbana e Uso do Solo. Clarindo disse que já estão sendo feitas reuniões entre todas as secretarias envolvidas no assunto para encontrar caminhos, dentro da lei, para resolver o problema sem prejudicar o empresário.



Estuda-se também uma forma de beneficiar as pequenas empresas de Dourados nas licitações de pequeno valor, de até R$ 80 mil. “Vamos discutir juntos, caminhos para facilitar a vida do empresário de Dourados e daquele que vier investir aqui; a desburocratização facilita a vida de todos, inclusive na obtenção de crédito para investir ainda mais nos negócios”, afirma o diretor de Comércio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Taxas de condomínio e IPTU são devidas até data de distrato do negócio
MATO GROSSO DO SUL
Com incêndio se propagando no Pantanal, tempo seco será crítico em MS até setembro
DOURADOS
Classificados em processo seletivo da Educação são convocados
PANDEMIA
Com sintomas, Bolsonaro diz que testou positivo para coronavírus
PANDEMIA
Com exames represados, Dourados tem mais 75 confirmações do novo coronavírus
PANDEMIA
MS confirma mais 434 novos casos de coronavírus e soma 128 óbitos
DOURADOS
Funsaud suspende visitas e acompanhantes aos pacientes do Hospital da Vida
DOURADOS
Procon diz que supermercados e bancos têm cumprido normas de prevenção ao novo coronavírus
PONTO CEGO
Operação do Gaeco mira facção e cumpre 40 mandados de prisão em quatro cidades
BATAGUASSU
Homem é flagrado transportando drogas na BR-267

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano