Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Dourados controla casos de dengue e intensifica prevenções

13 maio 2011 - 11h48

Ações de combate à dengue realizadas pela Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, apresentam resultados positivos em relação ao número de pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti. De janeiro a abril deste ano, 45 pessoas tiveram o tipo clássico da doença confirmado e nenhum caso de dengue hemorrágica ou com complicações foi registrado.

No mesmo período de 2010, foram notificados 4.589 casos de dengue comum, 29 com complicações e cinco de dengue hemorrágica.

Um dos atos do município tem sido a integração de dados e informações sobre a dengue entre os órgãos de Vigilância em Saúde. “Hoje, se um morador procura uma unidade de saúde com sintomas da doença, o Centro de Controle de Zoonoses [CCZ] recebe, no mesmo dia, a notificação e então inicia o trabalho de bloqueio do vetor, ou seja, elimina o foco do mosquito na região onde foi registrado o atendimento”, explica o diretor de Vigilância em Saúde, Eduardo Arteiro Marcondes.

Segundo ele, as ações compartilhadas entre os setores da secretaria e o plano de prevenção à doença têm contribuído para o envolvimento e conscientização da comunidade no trabalho de vigilância.

“A prevenção é a principal forma de combater uma epidemia. Com a participação da população vamos estar mais preparados para receber o tipo 4 da doença que pode provocar aumento de casos no próximo verão”, alerta o diretor.

Entre os trabalhos de prevenção está o aumento de visitas domiciliares, que passaram de 3 mil em anos anteriores para 8 mil visitas semanais neste ano, e a implantação do programa de ação compartilhada com as Equipes de Saúde da Família. O controle tem sido feito ainda através de notificações e multas, prevista na Lei da Dengue, em vigor no município desde 2006.

Neste ano já foram aplicadas 424 notificações em residências, 1.200 em terrenos baldios e 522 multas em áreas que não atendem solicitação de manutenção.

“A conscientização também acontece através das palestras que a Saúde tem realizado para orientar a população sobre a importância de manter quintais e terrenos baldios limpos e sem entulhos que favorecem o acúmulo de água e a criação de larvas do mosquito da dengue”, afirma Eduardo.

Atividade

Palestras de orientação são realizadas em escolas e na comunidade. Nesta semana pelo menos 60 alunos da Escola Municipal Etalívio Penzo, no Parque das Nações II, participaram do projeto da Secretaria de Saúde, que apresenta um seminário sobre prevenção.

“São dois dias de discussão e depois das instruções os alunos vão a campo e agem como agentes de saúde. Eles fazem visitas domiciliares e verificam se há lixo com água parada, eliminam as larvas do mosquito e o principal, aprendem na prática como combater a dengue”, assegura Eduardo Marcondes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Flávia Monteiro se diverte em praia do Ceará: "minha alma é uma eterna criança"
NOVA ANDRADINA
Menor agride mãe, ateia fogo em móveis, se tranca em cômodo e é salvo pela PM
UEMS
Acadêmicos participam de amistoso de Futebol Suiço na Aldeia Jaguapiru
ITAQUIRAÍ
Casal é investigado por golpes contra idosos que somam mais de R$ 500 mil
NOVO DECRETO
Exército vai definir em 60 dias quais armas cidadãos vão poder comprar
ACIDENTE
Motorista pega no sono e bate caminhão na traseira de outro na BR-163
FUTEBOL
Fifa desiste de fazer Copa do Mundo do Catar com 48 seleções
CRIME AMBIENTAL
Ambiental fecha suinocultura instalada em área protegida de nascentes
JUSTIÇA
Banco é condenado a ressarcir cheque extraviado de R$ 29 mil
UEMS
Estão abertas as inscrições para a VI edição do Enepex

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
DOURADOS
Tropa de Choque chega à PED após suspeita de túnel e motim