Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Douradenses vão às ruas apoiar medidas de Bolsonaro

26 maio 2019 - 16h51Por Da redação

Centenas de douradenses foram às ruas na tarde deste domingo (26/5) se posicionar a favor das medidas tomadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), nesse início de governo. 

O local de concentração é a Praça Antônio João, onde o grupo se reuniu para o ato. 
Um microfone foi colocado à disposição dos presentes.

Além de Dourados, o ato em apoio ao presidente ocorre na Capital, onde milhares de pessoas se reúnem na avenida Afonso Pena. 

As convocações favoráveis ao atual governo ganharam força após os protestos em defesa da educação, realizado em vários Estados do país em 15 de maio. Na data, manifestantes se posicionaram contra os cortes anunciados pelo governo para os ensinos superior e técnico federais.

Agora, apoiadores de Bolsonaro saem em defesa de medidas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Em cenário paradisíaco, Letícia Lima brinca: "estou insuportável"
CAMPO GRANDE
Mãe procura rapaz de 21 anos que desapareceu no último sábado
UEMS
Estão abertas as inscrições para o Programa de Mobilidade Nacional
JUSTIÇA
Homem é condenado por esfaquear mulher e terá que pagar R$ 8 mil
TRÂNSITO
Mais de 233 mil veículos devem passar pela BR-163 no feriado
POLÍTICA
Cinco partidos de oposição anuncia obstrução à reforma da Previdência
DIA 24
Luiza Brunet será empossada embaixadora do Mãos EmPENHAdas
RURAL
Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em créditos para agricultores
CAMPO GRANDE
Mulher vai ao salão de beleza e quando sai encontra veículo incendiado
POLÍTICA
Senado aprova parecer que pede suspensão dos decretos das armas

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos