Menu
Busca terça, 20 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Doadores de “sábado” no Hemocentro falam sobre mais tranquilidade para o gesto de solidariedade

25 maio 2019 - 11h56Por Gizele Almeida

O Hemocentro Regional de Dourados abre um sábado ao mês e para alguns, buscar doar sangue neste dia da semana já virou hábito. O Dourados News acompanhou a movimentação na instituição neste sábado (25), a qual mesmo com clima frio foi positiva. 

De acordo com a direção, a média de 100 pessoas compareceram para doar sangue nesta manhã. 

Sérgio Gastardelo, 47, comerciante, foi uma dessas pessoas. Ele disse que já é doador há cerca de cinco anos e tem preferido os sábados por conta de maior flexibilidade de horário na sua rotina. 

“Na semana é mais corrido para mim, apesar de que também já doei entre esses dias e segui com minha atividade normal. Mas, já tem uns cinco sábados que venho e por conta do dia ser considerado para mim, dia de folga, até por conta da minha religião, facilitou”, disse. 

O comerciante foi até a unidade acompanhado da filha Sara Gastardelo, 18, estudante. A jovem optou por seguir o exemplo do pai e conta que daqui por diante, quer inserir a doação de sangue como “rotina”. 

“Vi nele essa iniciativa e me inspirou, é um exemplo de um ato de amor a se fazer pelo próximo. Fui muito bem atendida e pretendo vim sempre que der o período certo e atender ao sábado fica bom para pessoas que assim como eu na semana tem que estar fixado nos estudos”, disse. 

O vigilante José Bernardino de Souza Neto, 58, também prefere ir até a unidade aos sábados, por conta de nos outros dias da semana estar voltado para seu trabalho. Ele cita que adotou a doação como “propósito” de solidariedade e que buscará não falhar sempre que for o momento de novas doações. 


O Hemocentro contou nesta manhã (25) também com dois grupos organizados de doadores, sendo um da Escola Municipal Íria Lúcia e outro dos torcedores corinthianos “Gaviões da Fiel”. 

Pedro Lima, 59, da Gaviões da Fiel, disse que o grupo buscou uma forma de ajudar ao próximo e há quatro anos, uma vez ao ano realiza a mobilização dos torcedores para doarem sangue. 

Para ele, a ação social mostra que a torcida unida, pode contribuir com o bem comum da sociedade e ir de forma contrária a ideia errônea que muitos constroem de que torcedores “só servem para fazer arruaças”. 

Arilton Miranda Vasconcelos, 49, da Gaviões da Fiel, já doou sangue por duas vezes na mobilização dos torcedores e destacou que o movimento busca “forças”. 

“Cada ano, essa mobilização tem crescido e temos convidado as pessoas, por todas as divulgações possíveis, quem quiser se juntar a nós é bem vindo. Sabemos que no frio, as doações caem e temos registrado casos de dengue, incentiva a doação é importante, fazemos isso hoje e vamos buscar fazer outras vezes, e cada um levando a mensagem para família e amigos também”, apontou. 

As bolsas de sangue obtidas na unidade atendem Dourados e região. Conforme Márcia Regina Pereira Furtado, assistente social, apesar do sábado ter contado com números positivos de doações, na semana estes tem sido baixos e diante disso, ela deixa o convite para a população. 

“Quem puder doar, tira um tempo para vim. Precisamos atender as pessoas e um pouco do tempo e disposição dos doadores vai salvar a vida do próximo”, disse. 

O atendimento do Hemocentro é de segunda a sexta-feira, das 07h às 12h30 e aos sábados das 7h às 12h, sendo que o atendimento neste dia é sempre no último sábado de cada mês. Mais informações via telefone: 3424-4192.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ORDEM DO DIA
Cadastro Estadual de Pessoas com deficiência vai à redação final
MS
Veículo com sinais de identificação adulterados é apreendido pela polícia
ESTUPRO
Homem é preso após dormir com a namorada de 11 anos
RIO DE JANEIRO
Sequestrador estava em surto psicótico e ameaçou incendiar o ônibus
LOGÍSTICA
Nelsinho vem com ministro Ernesto Araújo a MS e realiza palestra em evento sobre corredor bioceânico
LOTERIA
Prêmio da Mega deve pagar R$ 31 milhões amanhã
LEGISLATIVO
Cadastros de programas sociais terão informações sobre violência doméstica
DOURADOS
Seis projetos e dois vetos são aprovados pela Câmara
MÉTODO SUPERA
Como combater o nervosismo e a ansiedade ao falar em público
FLAGRANTE
Caminhões são apreendidos carregados com madeira ilegal

Mais Lidas

NO PARANÁ
Douradense morre ao ser prensado por caminhão em laticínio
DOURADOS
Acusado de participação no sequestro de família douradense se apresenta à polícia
DOURADOS
Em ato de filiação ao PSL, reitora temporária diz não ter prazo para deixar comando da UFGD
MS-376
Veículo fica completamente destruído e homem morre em acidente entre Vicentina e Fátima do Sul