Menu
Busca sexta, 20 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Detran afirma que lombadas eletrônicas estão desligadas

30 maio 2011 - 10h02

Os condutores em Dourados ficam sem saber se as lombadas eletrônicas estão funcionando ou não, deixando o trânsito caótico. De acordo com o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul)as 35 lombadas eletrônicas estão desligadas.

De acordo com denúncia da empresa terceirizada contratada pelo Detran à Polícia Civil, 26 lombadas tiveram os fios do sensor que registra a velocidade cortados. O caso está sendo investigado pela Polícia.Mas, o Detran afirma que o sistema apresentou outros desligamentos e após decisão do Executivo em cancelar o convênio nenhum equipamento será religado.

O Detran informou que até o dia 18 de abril apenas uma lombada eletrônica estava funcionando meia faixa, que fica na Avenida Guaicurus, em frente ao Crea. Mas, agora todas estão desligadas.

Quanto às multas se ocorreram até o período do dia 18 de abril, antes do pedido de cancelamento do convênio pelo executivo serão válidas. Após esta data não há mais notificações.

O Detran destacou que as lombadas entraram em vigor em agosto de 2009, reduzindo em seis meses 30% dos acidentes e em um ano 736 acidentes a menos, em comparação ao ano anterior.

###Executivo

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, o prefeito Murilo ao assumir o cargo fez uma revisão em todos os contratos e convênios. Ele constatou que a prefeitura cedeu as vias para instalação dos equipamentos e a responsabilidade pela instalação, administração e manutenção das lombadas ficou a cargo do Detran. Contudo, o município não participava da arrecadação com as multas, não tinha controle e não era ouvido sobre os pontos que havia sido instalado. Todo valor era destinado ao Estado.

Diante desta alegação, a Prefeitura comunicou ao Detran o cancelamento do convênio no dia 18 de abril. Conforme informações da assessoria, o Detran respondeu que aceitaria o cancelamento do convênio, mas até o momento não respondeu se todas estão desligadas ou não.

A assessoria declarou que o Executivo não recebeu oficialmente uma resposta do Detran sobre o cancelamento. Em virtude disto, o Prefeito deve entrar em juízo contra o Detran para que ele se manifeste sobre a decisão.

Ainda conforme o Executivo, as lombadas vão continuar existindo, uma vez que o objetivo da prefeitura é enviar um projeto para apreciação da Câmara Municipal para criação da Agência Municipal de Trânsito. Este órgão irá gerenciar toda parte de trânsito do município. Assim como: o transporte aéreo, rodoviário e futuramente ferroviário.

Também ficará de responsabilidade da agência o controle do estacionamento rotativo que são os parquímetros após o vencimento do contrato do mesmo.

###Caso na Polícia

Para a Polícia Civil, o trabalho de corte dos fios foi feito por profissionais. Em todos os locais foi feito por pessoas que conheciam aqueles equipamentos. Não é ato de vandalismo, é ato de gente que queria prejudicar ou se sentir prejudicado pela empresa ou pela própria prefeitura. O laudo da perícia ainda aponta que todos os equipamentos foram desligados de forma similar.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Após romper com Chay Suede, Laura Neiva posta foto sensual
AQUIDAUANA
Homem reage a assalto e é esfaqueado ao tentar recuperar carteira
FUTEBOL
Arbitral define os confrontos da quarta fase da Copa Assomasul
UFGD
Abertas inscrições para submissão e participação na Feira de Ciências
SANTOS
Receita apreende 650 quilos de cocaína em carga de soja a granel
COXIM
Casa de família de vice-prefeito é alvo de tiros durante a madrugada
COMPETIÇÃO
Amambai será a capital do som automotivo no fim de semana
EDUCAÇÃO
Termina amanhã prazo para adesão de estados ao Encceja Nacional
UFGD
Dourados será sede de Encontro Nacional de Gestão Ambiental
CAMPO GRANDE
OAB/MS abre procedimento contra advogada suspeita de golpe milionário

Mais Lidas

DOURADOS
Ladrões levaram mais de R$ 1,5 mil em assalto a padaria
DOURADOS
Polícia prende trio acusado de assaltar padaria no III Plano
OPERAÇÃO ECHELON
Facção tem "casa de apoio" para presos em MS
MS-156
Traficantes abandonam caminhonete com mais de 1t de maconha