Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Desnutrição indígena volta a ser discutida em Dourados

15 fevereiro 2005 - 11h45

Como desdobramento do trabalho que as autoridades vêm fazendo no sentido de no mínimo amenizar o problema da desnutrição entre crianças indígenas de Dourados, aconteceu hoje pela manhã mais uma reunião de trabalho no gabinete do prefeito Laerte Tetila com a presença de representantes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Funai (Fundação Nacional do Índio), vereadores e secretários municipais.O prefeito deixou claro que ele reconhece a gravidade do problema, mas não nos níveis como a questão tem sido colocada na mídia, lembrando que a desnutrição não tem a ver apenas com a falta de alimentos, mas com a higiene, os casos de infecção intestinal que provocam diarréia são um exemplo, embora reconheça que a miséria representa um problema sério.Nesse sentido, ele disse que a Prefeitura vem trabalhando com medidas a médio e longo prazo citando a construção de casas; dos dez açudes para a criação de peixes, cujo número ele pretende chegar a 30 até o final deste segundo mandato; tem procurado melhorar a questão educacional com a reforma e construção de novos prédios. “Enfim, tudo que a gente faz aqui pela cidade, os índios também querem e eles têm razão, existem vários projetos em andamento dentro das aldeias”.Ele acredita inclusive que a solução passa pela ampliação da área da reserva que concentra 11 mil índios em aproximadamente 3,5 mil hectares. “A reserva está superlotada e a cada ano esse problema vai se complicar ainda mais (...) Imaginem como vai ficar isso daqui a cinco anos...”.Mas a idéia é discutir primeiro com as lideranças indígenas o que pode ser feito em curto prazo para atacar de frente a questão da desnutrição e a partir daí se formar uma comissão de trabalho.“Estamos realmente preocupados e a questão indígena sempre foi tratada com muito carinho por nossa administração, nenhuma outra fez tanto por eles como a nossa...”, disse o prefeito.O coordenador regional da Funasa, Gaspar Francisco Hickmann, falou sobre os problemas que a fundação vem enfrentando, mas disse que se encontra em Dourados para se discutir e ajudar a encontrar soluções. A reunião teve a presença do diretor da Funai, Israel Bernardo.A presidenta da Câmara, Margarida Gaigher, disse que o Legislativo está abrindo a sessão hoje, mas aproveitou para pedir mais subsídios “porque certamente esse problema vai ser bastante discutido na Câmara”. Entre os vereadores, compareceram também Elias Ishy, José Silvestre, tenente Pedro Ferreira e Paulo Henrique Bambu. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Empresários de MS receberão R$ 2 mi para incentivar produtos e serviços inovadores
DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DEFINIÇÃO
Nomeados novos membros do Comitê Estadual para Refugiados, Migrantes e Apátridas de MS
KIT RONI
Em apreensão, policiais encontram “kit” que transforma pistola em submetralhadora
DEFRON
Mais de 15t de drogas são incineradas no Distrito Industrial em Dourados
PAULISTÃO
Palmeiras e Guarani abrem hoje a sétima rodada
COLISÃO FRONTAL
Motorista foge após provocar acidente envolvendo ônibus com 20 universitários
RETA FINAL
Cartório Eleitoral de Dourados volta a realizar cadastro biométrico após interrupção
REGIÃO
Trabalhador de fazenda é encontrado morto em Santa Rita do Pardo
DOURADOS
Segundo sorteio do “Nota Dourada” premia cinco contribuintes

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018