Menu
Busca sábado, 17 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
CRISE SEM FIM

Deputado sugere força-tarefa para salvar a saúde em Dourados

14 agosto 2019 - 16h50Por Da Redação

Diante da crise financeira que assola a administração municipal de Dourados, o deputado estadual Marçal Filho (PSDB) sugere uma força-tarefa com a participação de deputados estaduais e federais, senadores, governo do estado e governo federal, para salvar a saúde pública. Médicos do Hospital da Vida e da UPA 24 horas estão com salários atrasados e as equipes de enfermagem e administrativa terão salários parcelados até o fim do ano.

Diante da crise, os servidores da Fundação de Saúde (Funsaud) tiveram ontem (13) o corte de hora extra e sem o quantitativo necessário de funcionários para atender a demanda de pacientes, a saúde pode entrar em colapso.

A preocupação do deputado sobre a saúde não é de agora. "Chegamos a uma situação de quase calamidade. Os servidores de todas as áreas da prefeitura, conforme anunciou a administração municipal, deverão ter os salários parcelados até dezembro e isso causa preocupação. Educadores já iniciaram a operação tartaruga, liberando os estudantes mais cedo, e agora com o funcionalismo da saúde, sem cumprir hora extra, correremos o risco de ampliar ainda mais a dificuldade de atendimento no Hospital da Vida e na UPA", diz Marçal Filho.

Ao ocupar a tribuna na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (14), o deputado mostrou preocupação principalmente na área da saúde e conclamou os demais parlamentares a buscar uma solução. "Mas precisamos que a administração municipal de Dourados tome a iniciativa de assumir essa frente de trabalho, para expor a realidade do município em números e apresentar a real situação financeira para se criar projetos e buscar recursos", explicou o deputado.

O município de Dourados tem recursos para 2019 de ordem de R$ 1 bilhão. O deputado quer saber como tem sido aplicado esse recurso e como está a situação da Funsaud, autarquia responsável pela administração da UPA e Hospital da Vida. A entidade está afundada em crise com dívidas milionárias desde 2015 e os recursos de quase R$ 5 milhões que recebe por mês não têm sido suficiente para honrar as despesas. Dourados é responsável por atender 34 municípios da região e este tem sido um dos gargalos para não fechar as contas da saúde, crescente a cada ano.

Na avaliação de Marçal Filho, é preciso criar parceria para buscar solução neste momento, com a participação do Governo do Estado e Governo Federal, mas o município deve assumir essa frente. "Não podemos mais assistir os problemas que só aumentam", declarou, ao citar o caso de pacientes renais crônicos que não encontram mais vagas para tratamento de hemodiálise, essencial para terem qualidade de vida. Atualmente a prefeitura mantém convênio com duas clínicas que ofertam 213 vagas, quantitativo insuficiente. Por causa disso, cerca de 20 pacientes que poderiam apenas fazer a sessão de hemodiálise e ir para casa, estão vivendo dentro do Hospital da Vida e do Hospital Universitário.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
STJ nega recurso e autor de feminicídio poderá ir a júri popular
TRÂNSITO
Um mês após acidente de moto na Guaicurus, mulher morre no Hospital da Vida
DOURADOS
Defensoria diz que problema com renais no Hospital da Vida era por falta de vagas em clínicas
VIOLÊNCIA NA FRONTEIRA
Marceneiro é executado por pistoleiros ao chegar em residência
CLIMA
Dourados deve ter fim de semana quente com máximas acima de 30ºC
DOURADOS
Vacinação antirrábica terá ponto fixo hoje no IV Plano
FRONTEIRA
Raptado dentro da própria casa é encontrado esquartejado em distrito
DOURADOS
Vai ao shopping no final de semana? Feira com variedades de diversos países é a melhor pedida
POLÍTICA
PSL realiza ato de filiação hoje em Dourados
FAMOSOS
Geisy Arruda deixa bumbum em evidência e afirma: “Colocando bronze em dia”

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia apresenta dupla presa por envolvimento em sequestro e identifica resto do bando
DOURADOS
Defensoria flagra pacientes sem água e comida no Hospital da Vida
POLÍCIA
Após denúncias, trio é preso por tráfico na Vila Cachoeirinha
DOURADOS
Um ano após crime, TJ ainda vai decidir se pai e madrasta vão a júri por morte de bebê