Menu
Busca terça, 11 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Construção do PAI e Clínica da Mulher está em andamento

25 novembro 2012 - 12h28



Duas importantes obras na área da saúde estão em ritmo acelerado em Dourados. O PAI (Pronto Atendimento Infantil) está sendo construído na Rua Frei Antonio (antiga W-17) próximo à Coronel Ponciano. A Clínica da Mulher é edificada ao lado do CSU (Centro Social Urbano), no Jardim Água Boa. As unidades vão prestar atendimento de saúde especificamente para crianças e mulheres.



As obras são executadas pela Prefeitura de Dourados com investimentos que somam quase R$ 3 milhões. Os recursos federais foram obtidos através da atuação dos deputados federais Marçal Filho e Geraldo Resende.



O PAI será destinado exclusivamente ao atendimento infantil, fato inédito na área da saúde em Dourados. Na unidade, as crianças serão atendidas em ambiente apropriado, exclusivamente voltado a elas, possibilitando a internação apenas em casos de necessidade.



A unidade terá uma equipe multiprofissional composta de pediatras, psicólogos, fonoaudiólogos e outros especialistas, para atender crianças de todas as idades. As obras foram iniciadas pela prefeitura há alguns meses e a previsão é de atender uma demanda de 15 mil pessoas.



No início deste ano a atual administração fez a licitação para construção do PAI e deu início à obra como parte da atuação para dinamizar e colocar em andamento projetos que estavam praticamente parados.,



O projeto havia sido iniciado em 2010 quando a Caixa Econômica Federal abriu crédito em favor da prefeitura para a construção do ponto de atendimento especializado em saúde de crianças. O valor destinado é de pouco mais de R$ 1,5 milhão, com contrapartida do município de R$ 94,7 mil. A previsão de entrega da obra é para fevereiro do próximo ano.



CLÍNICA DA MULHER



A Clínica da Mulher é outro investimento para atendimento específico, só que o público feminino. A clínica vai garantir atendimento a pelo menos 20 mil pessoas da região do Grande Água Boa. A previsão de ativação é para maio do ano que vem.



A obra também tinha recursos garantidos há anos, mas que estavam parados. A luta para colocar a construção em prática começou em abril do ano passado. A prefeitura entrou em contato com a Caixa Econômica Federal, identificou e resolveu os entraves do projeto que impedir o início da obra. O prédio é construído em uma área ao lado do CSU.



A obra está orçada em R$ 1.242.136,22, incluindo contrapartida do município de R$ 380 mil. A clínica terá área construída de 780 metros quadrados.



Serão consultórios, sala para triagem, salas para exames diversos – incluindo ultrassonografia e mamografia – sala de observação, esterilização, auditório, além das dependências para a área administrativa, estacionamento, espaço verde e toda uma estrutura com condições de proporcionar atendimento de excelente qualidade dentro dos moldes do Ministério da Saúde para assistência à saúde da mulher.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Yasmin Brunet renova o bronzeado em dia de praia de Ipanema
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Servidores públicos flagram abuso de criança e detêm estuprador
CAPITAL
Bíblias são encontradas intactas depois de incêndio que destruiu hotel
PLANO DE MANEJO
Futuro ministro do Meio Ambiente responde por ação de improbidade
NOVA ANDRADINA
Mãe de menino com doença degenerativa pede ajuda para bazar solidário
UFMS
Abertas 74 vagas para professores substitutos com salário de até R$ 6 mil
FUTEBOL
Marta é a primeira mulher a eternizar os pés na calçada do Maracanã
OPERAÇÃO JOÃO DE BARRO
Proposta da UFGD é aprovada para o Projeto Rondon 2019
RURAL
Governo defende agricultura e turismo sustentável em Bonito e região
CAMPO GRANDE
TRE/MS mantém mandato de vereadora, acusada de infidelidade partária

Mais Lidas

DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
PREGÃO
Vereadora presa desde outubro tenta retomar cargo na Câmara de Dourados
CHAPADÃO DO SUL
Avião agrícola cai e mata piloto em cidade de MS
DOURADOS
Criança morta após acidente de trânsito teve órgãos levados para SP e Campo Grande