Menu
Busca segunda, 20 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Conselho Nacional de Justiça realiza seminário na Unigran

24 maio 2011 - 06h17

A Unigran recebe, em seu Centro de Eventos, amanhã e quinta-feira, dias 25 e 26 de maio, o seminário “Questões Fundiárias em Dourados”. O evento, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), objetiva debater a questão fundiária em conjunto com a sociedade e, por isso, traz, em sua programação, uma audiência pública.

Na última semana, os representantes do CNJ visitaram as instalações da Unigran. A Pró-reitora de Ensino e Extensão, Terezinha Bazé de Lima, explica que, além de ser levada em consideração a estrutura da Instituição, o evento será sediado em Dourados pelo fato de a cidade ter a segunda maior população indígena do país. “Dourados é um laboratório, com o maior número de indígenas e conflitos na questão fundiária”, diz a Pró-reitora.

A professora, Terezinha Bazé, reforça que o seminário visa à construção de soluções para os conflitos fundiários existentes. “Na audiência a mesa vai ouvir a população e qualquer pessoa poderá se inscrever para falar, essas conversas vão subsidiar os relatórios e, também, as duas mesas que acontecem no dia seguinte”, fala Terezinha sobre a realização do evento.

A Reitora da UNIGRAN, Rosa Maria D´Amato De Déa, aponta que no conflito existente entre a classe produtiva e os indígenas, o ideal é levar uma solução que seja a mais adequada para todos os envolvidos, de bom senso. “Numa discussão dessas com tantas pessoas envolvidas, com a questão jurídica e de legalidade, acredito que podemos ter uma solução mais adequada, mais sensata para as duas partes, essa é a importância”, afirma.

Além da relevância social, a Reitora aponta, ainda, a relevância do evento para os professores e acadêmicos da Instituição participarem. “Eles vão aprender e com senso crítico poderão dar as suas parcelas de contribuição.

Isso faz parte da nossa filosofia, da nossa história, sempre os eventos são abertos para a comunidade. Os alunos evoluem, tem uma formação de qualidade, mas a sociedade vem junto também”, finaliza a professora Rosa De Déa.

Programação

Dia 25

14h – Audiência Pública com Comunidade Indígena e Proprietários Rurais

Dia 26

10h – Abertura Oficial

10h30 – Palestra: “A situação dos Guaranis e a Demarcação de Terras em Dourados -MS”

14h30 – Palestra: “A indenização pela terra nua: uma solução?”

As inscrições não tem custo nenhum e podem ser realizadas na Unigran

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATENDIMENTO
Sebrae inicia orientação gratuita sobre Declaração Anual do MEI
REGIÃO
Motoristas bêbados são presos em flagrante pela PM em Bela Vista
BRASIL
Cinco presos fogem de dois presídios em Goiás
POLÍCIA
Homem é preso após agredir ex e amiga que cuidava do filho
BRASIL
Ministério da Justiça deverá prestar informações sobre expulsão de filipina condenada por tráfico
BRASIL
Presídio em Rio Branco registra fuga de 26 detentos
BRASIL
STF entra em 2020 com menor acervo processual dos últimos 20 anos
DOURADOS
Números atualizados acrescentam mais de mil acidentes ao balanço apresentado pelo Detran
ECONOMIA
Bilionários do mundo têm mais riqueza do que 4,6 bilhões de pessoas
POLÍCIA
Crimes contra a fauna motivaram mais de R$ 1 milhão em punições no Estado

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é flagrado correndo pelado na Presidente Vargas
PARAGUAI EM ALERTA
Membros do PCC fogem de prisão em Pedro Juan; ao todo já são considerado 75 foragidos
BELLA VISTA DO NORTE
Ex-prefeito de cidade paraguaia vizinha a MS é executado a tiros
GUARDA
Traficante que queria ganhar R$ 12 mil vendendo drogas é presa em Dourados