Menu
Busca quarta, 26 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Conselho Nacional de Justiça realiza seminário na Unigran

24 maio 2011 - 06h17

A Unigran recebe, em seu Centro de Eventos, amanhã e quinta-feira, dias 25 e 26 de maio, o seminário “Questões Fundiárias em Dourados”. O evento, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), objetiva debater a questão fundiária em conjunto com a sociedade e, por isso, traz, em sua programação, uma audiência pública.

Na última semana, os representantes do CNJ visitaram as instalações da Unigran. A Pró-reitora de Ensino e Extensão, Terezinha Bazé de Lima, explica que, além de ser levada em consideração a estrutura da Instituição, o evento será sediado em Dourados pelo fato de a cidade ter a segunda maior população indígena do país. “Dourados é um laboratório, com o maior número de indígenas e conflitos na questão fundiária”, diz a Pró-reitora.

A professora, Terezinha Bazé, reforça que o seminário visa à construção de soluções para os conflitos fundiários existentes. “Na audiência a mesa vai ouvir a população e qualquer pessoa poderá se inscrever para falar, essas conversas vão subsidiar os relatórios e, também, as duas mesas que acontecem no dia seguinte”, fala Terezinha sobre a realização do evento.

A Reitora da UNIGRAN, Rosa Maria D´Amato De Déa, aponta que no conflito existente entre a classe produtiva e os indígenas, o ideal é levar uma solução que seja a mais adequada para todos os envolvidos, de bom senso. “Numa discussão dessas com tantas pessoas envolvidas, com a questão jurídica e de legalidade, acredito que podemos ter uma solução mais adequada, mais sensata para as duas partes, essa é a importância”, afirma.

Além da relevância social, a Reitora aponta, ainda, a relevância do evento para os professores e acadêmicos da Instituição participarem. “Eles vão aprender e com senso crítico poderão dar as suas parcelas de contribuição.

Isso faz parte da nossa filosofia, da nossa história, sempre os eventos são abertos para a comunidade. Os alunos evoluem, tem uma formação de qualidade, mas a sociedade vem junto também”, finaliza a professora Rosa De Déa.

Programação

Dia 25

14h – Audiência Pública com Comunidade Indígena e Proprietários Rurais

Dia 26

10h – Abertura Oficial

10h30 – Palestra: “A situação dos Guaranis e a Demarcação de Terras em Dourados -MS”

14h30 – Palestra: “A indenização pela terra nua: uma solução?”

As inscrições não tem custo nenhum e podem ser realizadas na Unigran

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Peão de MS morre ao receber chifrada de touro durante rodeio em SP
ELEIÇÕES 2018
Presidenciáveis gastam R$ 130,4 milhões na campanha eleitoral
ORDEM DO DIA
Parlamentares da ALMS analisam três projetos nesta quarta-feira
DOURADOS
Populares flagram ladrão levando fios de cobre em casa para alugar
CAMPO GRANDE
IEL altera data de realização do curso sobre principais aspectos da gestão financeira
DOURADOS
Homem é preso após furtar mercado para comprar bebida alcoólica
POLÍCIA
Ladrões voltam a atacar e levam motos em Dourados
ODEBRECHT
Raquel Dodge pede ao Supremo para suspender inquérito contra Temer
TELEVISÃO
Paulo escorrega no prato surf'n'turf e é eliminado do Masterchef
ESPORTE
1ª Rodada do Estadual Feminino de Futebol será encerrada hoje

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia encontra bilhete com “mula” e fecha entreposto de drogas no Estrela Porã
OPERAÇÃO REMAKE
Gaeco cumpre mandados e apura desvio de R$ 670 mil em sindicato
BR-163
Gol carregado com maconha é apreendido em Dourados
ÁGUA BOA
Homem armado invade casa e leva dinheiro da vítima