Menu
Busca sexta, 25 de maio de 2018
(67) 9860-3221
IMOBILIÁRIA CONTINENTAL (BANNER 1 TOPO)

Conselho Nacional de Justiça realiza seminário na Unigran

24 maio 2011 - 06h17

A Unigran recebe, em seu Centro de Eventos, amanhã e quinta-feira, dias 25 e 26 de maio, o seminário “Questões Fundiárias em Dourados”. O evento, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), objetiva debater a questão fundiária em conjunto com a sociedade e, por isso, traz, em sua programação, uma audiência pública.

Na última semana, os representantes do CNJ visitaram as instalações da Unigran. A Pró-reitora de Ensino e Extensão, Terezinha Bazé de Lima, explica que, além de ser levada em consideração a estrutura da Instituição, o evento será sediado em Dourados pelo fato de a cidade ter a segunda maior população indígena do país. “Dourados é um laboratório, com o maior número de indígenas e conflitos na questão fundiária”, diz a Pró-reitora.

A professora, Terezinha Bazé, reforça que o seminário visa à construção de soluções para os conflitos fundiários existentes. “Na audiência a mesa vai ouvir a população e qualquer pessoa poderá se inscrever para falar, essas conversas vão subsidiar os relatórios e, também, as duas mesas que acontecem no dia seguinte”, fala Terezinha sobre a realização do evento.

A Reitora da UNIGRAN, Rosa Maria D´Amato De Déa, aponta que no conflito existente entre a classe produtiva e os indígenas, o ideal é levar uma solução que seja a mais adequada para todos os envolvidos, de bom senso. “Numa discussão dessas com tantas pessoas envolvidas, com a questão jurídica e de legalidade, acredito que podemos ter uma solução mais adequada, mais sensata para as duas partes, essa é a importância”, afirma.

Além da relevância social, a Reitora aponta, ainda, a relevância do evento para os professores e acadêmicos da Instituição participarem. “Eles vão aprender e com senso crítico poderão dar as suas parcelas de contribuição.

Isso faz parte da nossa filosofia, da nossa história, sempre os eventos são abertos para a comunidade. Os alunos evoluem, tem uma formação de qualidade, mas a sociedade vem junto também”, finaliza a professora Rosa De Déa.

Programação

Dia 25

14h – Audiência Pública com Comunidade Indígena e Proprietários Rurais

Dia 26

10h – Abertura Oficial

10h30 – Palestra: “A situação dos Guaranis e a Demarcação de Terras em Dourados -MS”

14h30 – Palestra: “A indenização pela terra nua: uma solução?”

As inscrições não tem custo nenhum e podem ser realizadas na Unigran

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARALISAÇÃO
Padilha confia em cumprimento de acordo por parte dos caminhoneiros
ESPORTES
Sul-mato-grossenses representam o país no Mundial de Canoagem
FUTEBOL
Série B do Brasileirão tem três jogos nesta sexta-feira
BRASIL
ANP publica medidas para garantir abastecimento de combustíveis
DOURADOS
Programa de atendimento a vítimas de violência sexual é implementado no HU
Batizada de Acalento, a iniciativa, em parceria com o Governo do Estado, proporciona que todos os atendimentos sejam feitos no hospital, desde a assistência à saúde até o Boletim de Ocorrência e as perícias
MANIFESTAÇÃO
Caminhoneiros mantêm paralisação em Dourados
JARDIM
Traficante abandona veículo com maconha e acaba preso após ação conjunta
LEGISLATIVO
Reuniões, solenidades e sessões plenárias são os destaques da semana
EDUCAÇÃO
IFMS vai ofertar 120 vagas em cursos superiores no segundo semestre pelo Sisu
DOURADOS
Sergio Nogueira solicita atendimentos na área de infraestrutura e é atendido

Mais Lidas

GASOLINA A R$ 5
Contra abuso nos preços, força-tarefa autua postos em Dourados
DOURADOS
Fazendeiro que matou desafeto em cartório há oito anos é absolvido
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Rixa antiga teria motivado atentado contra “zóio de gato”
DOURADOS
Grupo é flagrado marcando lotes durante invasão de área pública