Menu
Busca sábado, 17 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018
DOURADOS

Conferência de promoção da igualdade racial reúne municípios da região de Dourados

17 outubro 2017 - 15h20

O auditório do Centro de Referência em Assistência Social do Jardim Água Boa em Dourados foi palco da I Conferência Intermunicipal de Promoção da Igualdade Racial de Deodápolis, Douradina, Dourados e Itaporã durante esta terça-feira (17). A reunião teve a principal atribuição de avaliar a Política de Promoção da Igualdade Racial e propor diretrizes para o aperfeiçoamento do sistema.

“É um momento muito importante que vivenciamos para a discussão deste assunto tão importante que deve envolver a sociedade e ser elo entre os municípios”, disse a secretária Ledi Ferla.

Com o tema “O Brasil na década dos afrodescendentes: reconhecimento, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos”, o encontro foi dividido em eixos sendo: “Do reconhecimento dos afrodescendentes, “Da garantia de justiça aos afrodescendentes, “Do desenvolvimento dos afrodescendentes e “Da igualdade de direitos dos afrodescendentes”. A promoção do encontro tem a participação das secretarias Municipais de Assistência Social das cidades envolvidas.

Com a explanação destes temas a reunião discutiu e elaborou propostas de políticas de enfrentamento ao racismo e de promoção da igualdade racial dos municípios envolvidos.

Dentre estas especificidades, estão o direito ao reconhecimento dos afrodescendentes, direito à igualdade de oportunidades e não a discriminação, direito a educação em igualdade e conscientização, direito a participação e inclusão, garantia de justiça, acesso à justiça, prevenção e punição de todas as violações de direitos humanos que afetem a população afrodescendente, garantia e direito ao desenvolvimento e medidas contra a pobreza dos afrodescendentes, educação, cultura esporte e lazer, empreendedorismo, emprego e renda, saúde, juventude, moradia e acesso a terra, meio ambiente, Turismo, participação popular e comunicação e garantia de direitos o que incluirá os direitos sexuais, lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros – LGBT, não a violência obstétrica e violência doméstica, direito as religiões tradicionais de matriz africana, direito de Liberdade de todas as religiões.

A presidente da comissão organizadora foi a professora doutora Maria José de Jesus Alves Cordeiro, coordenadora do Centro de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação, Gênero, Raça e Etnia (Cepegre) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.
 
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RÚSSIA 2018
Embaixadora da Copa do Mundo da Rússia visita sede da CBF
BRASIL
Previdência não será única PEC parada durante intervenção no Rio
RIO BRILHANTE
Jovem tem a casa atingida por tiros após discussão em bar por volume de som
ECONOMIA
Energia: em fevereiro bandeira segue verde para consumidores
CAMPO GRANDE
Carro de luxo com R$ 48 mil em débitos é apreendido em blitz
GRUPO B
Compromisso na Copa Verde faz FFMS alterar data de jogo do Corumbaense
BRASIL
Entenda como foi criado o horário de verão, que termina no domingo
EDUCAÇÃO
Inscrições para o Programa Vale Universidade seguem abertas
SUL DE MS
Homem morre após fugir e capotar veículo carregado com maconha
RESGATE
Casal é encontrado com vida após 10h de sequestro na Capital

Mais Lidas

QUADRILHA DESARTICULADA
Sete são presos a caminho de MS com carros roubados
TRÁFICO
Ao ser preso com cigarro de maconha, jovem denuncia "boca" no Itália
MARACAJU
Homem é assassinado brutalmente por adolescentes
DOURADOS
Reunião define critérios para lotação nas escolas da Reme