Menu
Busca quarta, 21 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018
SAÚDE PÚBLICA

Começa construção do Hospital da Mulher e da Criança em Dourados

06 dezembro 2017 - 14h50

Começou, na semana passada, a construção do Hospital da Mulher e da Criança, em Dourados. Atualmente, dez homens estão montando as estruturas do canteiro de obras, que engloba almoxarifado, refeitório, depósito de materiais, etc., porém com o transcurso dos trabalhos, o número de operários chegará a cem. A previsão de entrega da primeira etapa é para outubro de 2019.

A unidade, que está sendo construída ao lado do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), será uma das maiores estruturas do Centro-Oeste, especializada no atendimento que vai desde a gestante até a criança nos primeiros anos de vida.

O deputado Geraldo Resende, que viabilizou os recursos federais para a obra juntamente com outros integrantes da bancada federal, comemora o início dos trabalhos de construção e explica que a unidade tem o objetivo de suprir a demanda de atendimento e diminuir os casos de mortalidade infantil.

“É uma luta que começa a se tornar realidade. O objetivo desse hospital será garantir um cuidado especial às gestantes e aos bebês, além de ampliar as atividades de ensino e pesquisa, que são inerentes ao Hospital Universitário. Com certeza será uma das mais modernas estruturas de saúde pública especializadas em obstetrícia do Estado”, destaca o parlamentar.

Segundo Geraldo, a nova unidade vai acabar com a superlotação. “Atualmente a taxa de ocupação na maternidade do Hospital Universitário é de 182%, ou seja, quase o dobro. São 25 leitos de obstetrícia e 6 leitos de ginecologia contratualizados, mas a demanda é sempre muito maior do que isso”.

 O deputado explica que além desse fator, há a questão da mortalidade infantil, que em Dourados, com cerca de 15,86 óbitos por um mil nascidos vivos, está acima da taxa nacional, que é de 15,7. Em Mato Grosso do Sul a taxa é de 15,9, segundo dados do IBGE. “Diante de dados preocupantes como esse, em que vidas estão em jogo, o Hospital da Mulher e da Criança será um grande divisor de águas na obstetrícia do Estado”, ressalta Geraldo.

Investimentos

Para o início das obras, o Ministério da Educação já liberou a quantia de R$ 10 milhões, cuja primeira etapa demandará um investimento de R$ 34 milhões. Incluindo a segunda etapa, o Hospital custará R$ 51 milhões e já conta com investimentos garantidos pelo governo federal.

A edificação terá área construída de 6.370,68 metros quadrados, além de 18 mil metros quadrados de urbanismo e infraestrutura completa. Já na primeira etapa, o hospital vai ofertar 55 leitos e serviços de pronto-atendimento pediátrico, pronto-atendimento obstétrico, alojamento conjunto da maternidade, Centro de Parto Normal com cinco quartos PPP (Pré-parto, Parto e Pós-parto), Centro Obstétrico com quatro salas cirúrgicas, Ambulatório Pré-Natal de Alto Risco, além de estruturas de apoio, como sala de plantão, área de apoio a Ensino e Pesquisa, brinquedoteca e área de convivência, com café e recepção geral.

Na segunda etapa, serão construídos 3.304,42 metros quadrados, consistindo em uma estrutura que vai abrigar mais 80 leitos distribuídos entre as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Pediátrica e Neonatal, Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs), além de estruturas de apoio, como Banco de Leite Humano, Ambulatório Segmento Recém-Nascido, plantão e apoio ao Ensino e Pesquisa.

A luta pela construção do Hospital da Mulher e da Criança começou em 2009 com a garantia de R$ 12,9 milhões em 2010, os quais foram perdidos por questões burocráticas pela gestão anterior da UFGD. Mesmo assim, o deputado Geraldo Resende trabalhou pela conquista de novos recursos com o apoio da bancada federal, envolvendo os senadores Waldemir Moka, Simone Tebet e os deputados Carlos Marun, Tereza Cristina e Luiz Henrique Mandetta.
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIO DOURADOS
Bombeiros encontram corpo de mulher enroscado em galhos
WORKSHOP
Avanços na indústria do biodiesel será tema no ISI Biomassa
DOURADOS
Idosa perde R$ 9 mil em golpe do bilhete premiado
FAMOSOS
Ivete Sangalo reúne família em foto com as gêmeas
LOTERIA
Ganhador do maior prêmio da Mega-Sena pago este ano já resgatou o dinheiro
ECONOMIA
Estado mantém tendência de melhora com abertura de 445 empresas em janeiro
DOURADOS
Acompanhamento nutricional em pacientes oncológicos é tema de Aula Magna na Unigran
DOURADOS
MPE apura falta de pediatras de plantão em hospitais particulares
DOURADOS
Gaeco cumpre mandados em nova ação contra o tráfico
REPERCUSSÃO
Presidente da Fiems diz que governo adia problema ao retirar Reforma da Previdência de pauta

Mais Lidas

FÁTIMA DO SUL
Bombeiros farão buscas por mulher que se recusou a entrar em casa
FRONTEIRA
Assaltante morre após trocar tiros com a polícia
DOURADOS
“Chorei muito, perdi o pouco que tinha”, diz pedreiro após incêndio em barraco
RESIDENCIAL ROMA
Criança fica ferida ao cair de prédio em Dourados