Menu
Busca sábado, 07 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Com mosquito mais “resistente”, CCZ alerta sobre cuidados com a dengue mesmo no frio

15 agosto 2019 - 06h33Por Da redação

Mato Grosso do Sul registra até ao momento em 2019, 51.633 casos notificados de dengue, conforme dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde) e como mostrado pelo Dourados News, com os índices, este ano já figura como um dos que mais contou com incidência da doença.

O alerta do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) é que mesmo com as temperaturas mais baixas e as chuvas não tão constantes, a população não deve deixar de lado a prevenção da doença. 

Dourados registra 2.453 casos confirmados da doença até ao momento, em 2019, segundo o Centro e conforme a coordenadora do CCZ, Rosana Alexandre da Silva, os agentes tem notado durante as visitas de rotina “casa a casa”, que mesmo com o frio, o mosquito Aedes Aegypti (transmissor de dengue, zika vírus, chykungunia) tem sobrevivido, o que não acontecia no passado. 

“Anteriormente o mosquito era destruído com o frio na fase larvária e agora isso não acontece. Nota-se que o mosquito tem ficado mais resistente, pois, em dias de bastante frio encontramos larvas do Aedes em Dourados”, explica.  

Diante disso, ela ressalta que os cuidados a serem tomados são os já conhecidos da população, independente das condições climáticas. 

“A chuva diminuiu, mas, por vezes nos mesmos molhamos superfícies e a água se acumula, como exemplo vasos de plantas, vasilhas e outros. Temos que eliminar água parada no quintal constantemente se não quisermos mais casos e mais vítimas da dengue”, ressalta. 

Dourados registrou sete óbitos por dengue em 2019. Em todo Mato Grosso do Sul, foram 26. O maior número de vítimas fatais foi registrado em Campo Grande, sendo de oito. 

A Secretaria de Estado de Saúde traz relatórios semanais sobre a doença em Mato Grosso do Sul. Na comparação dos dados da semana anterior (levantamento até 08/08), com os dados desta semana (levantamento até 14/08) houve aumento no número de casos confirmados da doença em MS. O mesmo era de 27965 e passou para 28745.

Sobre este aumento de casos, Rosana afirmou que existem muitas confirmações da doença referentes aos meses de fevereiro, março e abril que estão se concretizando apenas agora. Isso acontece, segundo ela, por conta da demora do Ministério da Saúde em enviar para o Estado e o município, materiais que permitam os procedimentos (confirmações). 

“Diante deste fato, não é viável afirmar que os casos confirmados tem apresentado aumento no inverno, já que há impacto com estas confirmações já de situações antigas”, explica a coordenadora. 

São 74 cidades com alta incidência da doença em Mato Grosso do Sul, assim considerado, quando o número de casos ultrapassa 300 a cada 100 mil habitantes. Apenas Aquidauana, Anastácio, Inocência, Juti e Paranhos, são consideradas cidades com média incidência da doença, assim considerado quando o número de casos se mantém de 200 a 300 a cada 100 mil habitantes. 

O número de casos confirmados de dengue, até o momento em 2019, em MS, chega a 28745. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE MS
MPE notifica federação e clubes da Capital ficam sem estádio para jogar
ECONOMIA
Mapa identifica recuo no preço da carne bovina na primeira semana de dezembro
CAMPO GRANDE
Identificado assaltante morto após confronto com a polícia
FUTEBOL
Prêmio Brasileirão 2019 reunirá craques na próxima segunda
CAMPO GRANDE
Projeto de ciêcias leva escola a economiza 2 mil litros de água por mês
DOURADOS
Previsão climática aponta possibilidade de chuva a partir de domingo
DOURADOS
Cantata de Natal convida a seguir ensinamentos de Jesus Cristo
AQUIDAUANA
Mulher acaba ferida após briga entre irmãos
COMER BEM
Restaurante Senhoritta oferece espaço climatizado para confraternizações
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 3 milhões

Mais Lidas

POSSE
Delegado de MS assume comando de associação nacional
CONCESSÃO
MS 306: melhoria da logística gera desenvolvimento econômico para Mato Grosso do Sul
AGENDA LEGISLATIVO
Última reunião do Parlamento Jovem e Cantata de Natal marcam a semana
BRASIL
Prêmio Capes vai distribuir R$ 5 mil para os primeiros mil colocados