Menu
Busca terça, 16 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
PALESTRAS DNC

Ciclo de palestras do ‘Diga Não ao Crime’ aos alunos do EJA é concluído

21 setembro 2017 - 12h35

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Dourados, foi concluído na noite de ontem (20), na Escola Januário Pereira de Araújo, o ciclo de palestras ‘Diga Não ao Crime’ (DNC), que tem por objetivo a prevenção de combate ao uso de drogas e a iniciação criminal por consequência do vício.

O ciclo foi iniciado na última semana e passou pelas escolas Maria da Conceição Angélica no Jardim Guaicurus, Etalivio Penzo no Parque das Nações, Armando Campos Belo no Jardim Santa Brígida e na noite de ontem na escola Januário Pereira de Araújo.

Foram atendidos mais de 500 alunos do EJA (Ensino de Jovens e Adultos) da rede municipal de Ensino de Dourados, tendo a coordenadora municipal do EJA, a professora Eulália Saburá, acompanhado todas as palestras, juntamente com os diretores e professores das escolas.

A coordenadora avalia de forma positiva as palestras do projeto DNC, que traz integração e conhecimento sobre drogas, violência e as consequências criminais às pessoas que se envolvem no "submundo do narcotráfico".

"A apresentação e a forma de exposição do tema pela Policia Militar é impactante, prendendo a atenção de todos os ouvintes e trazendo a realidade sobre o uso de drogas, que via de regra, começa em casa e com anuência dos pais", diz Eulália.

O álcool continua sendo a droga mais destrutiva e que mais causa danos à sociedade, sendo também é o principal acesso a outros tipos de drogas.

"Os alunos demonstram surpresa quando o palestrante responsabiliza os próprios pais pela inserção de seus filhos ao mundo das drogas através do álcool e relata fatos reais e em vídeo, sobre situações que a atendidas Polícia Militar em todo o Brasil", conclui a coordenadora.

O palestrante e idealizador do projeto DNC, 1º Sargento PM Julio CT Arguelho, diz que o projeto visa inibir a iniciação criminal de adolescentes de 13 a 17, que frequentem escolas públicas na linha e faixa de fronteira com o Paraguai.

"O público dessa faixa etária são os principais alvos de aliciadores do tráfico, que se utilizam desses adolescentes para realizar o transporte de drogas através de carros de passeio ou ônibus, saindo da fronteira para outras cidades ou estados, conhecidos comumente como "mulas do tráfico", diz o Sargento Arguelho.

"As consequências criminais imputadas a essas "mulas" se tornam ínfimas, quando comparadas a violência de grupos criminosos que atuam no tráfico de drogas na fronteira." conclui o palestrante.

Novos ciclos de palestras do DNC deverão ser agendados nos próximos dias e a comunidade em geral pode conhecer um pouco mais do projeto através da fanpage [no Facebook](https://www.facebook.com/pg/PROJETODNC).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Correios fecham 41 agências a partir de hoje; duas delas em MS
EDUCAÇÃO
Inscrições prorrogadas para fiscais externos dos vestibulares da UFGD
SUFOCO
Seleção marca no fim e vence Argentina em amistoso
MATO GROSSO DO SUL
Próximo governador de MS pode ter R$ 15,04 bilhões de orçamento para 2019
DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
MATO GROSSO DO SUL
Geração de mídias para o segundo turno das Eleições 2018 começa amanhã
CLIMA
Sensação térmica bate quase 36ºC em Dourados
RURAL
Chuva desacelera ritmo da moagem de cana na última quinzena de setembro
BEACH TENNIS
MS termina competição nacional em 8º lugar
CONTRABANDO
Caminhão adulterado é apreendido com 500 mil maços de cigarros

Mais Lidas

DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
JARDIM MONTE LÍBANO
Policiais douradenses são presos por assalto a família
QUADRILHA PRESA
Preso em assalto a família em Fátima do Sul mentiu o nome à polícia
FATALIDADE
Voluntário morre ao cair de “trenzinho” durante o Dia das Crianças em Dourados