Menu
Busca segunda, 19 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
DOURADOS/PONTA PORÃ

Carreta atropela veículos e douradenses morrem na 463

19 setembro 2017 - 15h35

Foram identificadas as duas pessoas mortas em acidente ocorrido na tarde desta terça-feira (19), na BR-463, próximo ao município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, [veja aqui](http://www.douradosnews.com.br/noticias/cidades/acidente-deixa-dois-mortos-entre-dourados-e-ponta-pora).

Heleno Antônio Gonçalves e Irineu Nascimento Silva são as vítimas fatais.

Eles estavam em veículos de passeio parados na rodovia que passa por obras de recapeamento, quando acabaram atingidos por uma carreta desgovernada.

Com o impacto, ambos morreram no local.

Segundo informações apuradas pelo Dourados News, os dois homens são moradores em Dourados.

O caso é investigado pela polícia. O motorista foi levado até a cidade de Ponta Porã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Mais de 3 mil veículos são abordados nas rodovias estaduais durante operação
BRASIL
Haddad vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro
ECONOMIA
Mais de 25 mil sul-mato-grossenses nascidos em novembro podem sacar Pis/Pasep a partir de terça
ASSASSINATO EM PRESÍDIO
Cúpula policial do Paraguai assume após crime de traficante brasileiro
MEIO AMBIENTE
PMA localiza fazenda responsável por enxurrada que turvou água do rio da Prata
ESTADO
Governo de MS abre mais de mil vagas para promoção dos servidores das carreiras da PC
CAMPO GRANDE
Homem é encontrado morto e nú em estrada da Capital
DOURADOS
Panambi conquista invicto o tricampeonato Interdistrital
DOURADOS
Policia Militar apreende arma, drogas e 15 pessoas são presas durante a operação Proclamação da República
INTERNACIONAL
Os melhores hotéis do mundo

Mais Lidas

TEMPORAL
Fortes ventos derrubam mais de 30 árvores e deixa rastro de destruição em Dourados
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados
DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’