Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Câmara de Dourados promove Seminário para novos vereadores

17 dezembro 2012 - 10h20

Vereadores eleitos em outubro e que tomarão posse na manhã do dia 1º de janeiro de 2013 participam nesta segunda-feira (17) de um seminário sobre o novo Regimento Interno da Câmara Municipal de Dourados.

A iniciativa da Procuradoria Geral da Câmara tem por objetivo dar ciência aos futuros vereadores das mudanças implantadas, bem como familiarizá-los com os trâmites do processo legislativo, alcançando direitos, deveres e atribuições.

A abertura do seminário será às 10 horas, na Sala de Reuniões (Plenarinho), pelo presidente Idenor Machado (DEM). Em seguida, as explanações, pelo procurador Christopher Banhara Rodrigues.

À tarde, a partir das 14 horas, serão abertas as discussões sobre as mudanças no Regimento Interno, o processo legislativo e, por fim, perguntas e debates. O encerramento está previsto para as 17 horas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Sabrina Sato posa em ensaio de moda praia: "de boa já com o biquíni"
NOVA ANDRADINA
Polícia fecha "boca de fumo" chefiada por adolescente de 17 anos
PGR
Procurador de Mato Grosso do Sul disputa sucessão de Raquel Dodge
ENERGIA ELÉTRICA
Aneel reajusta valor das bandeiras tarifárias; maior é de 50% na amarela
PANTANAL
Empresários realizam encontro da pesca em apoio a cota zero
BRASIL
Senado aprova regulamentação da profissão de cuidador de idosos
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é autuado em R$ 12 mil por armazenamento de madeira ilegal
CONCURSO
IBGE lança edital com 209 vagas de recenseador e agente censitário
CAPITAL
Travesti é suspeita de matar vendedor de 48 anos com 14 facadas
SELEÇÃO
UEMS abre inscrições para processo seletivo de professores temporários

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação