Menu
Busca terça, 10 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

Câmara de Dourados amplia licença maternidade

10 dezembro 2009 - 11h06

A Câmara Municipal de Dourados aprovou na última sessão, por unanimidade, o projeto de lei do vereador Sidlei Alves (DEM), que tem como co-autores os vereadores Dirceu Longhi (PT) e Paulo Henrique Bambo (DEM), que amplia de quatro para seis meses o período de licença-maternidade para as servidoras públicas municipais, equiparando o direito que começa a valer para as profissionais da iniciativa privada a partir de 2010 e que já vale para as servidoras federais.
O Projeto de Emenda da Lei Orgânica 94, altera o Inciso 11 do Artigo 84, criando licença remunerada de gestão sem prejuízo do emprego e do salário com duração de 180 dias, bem como licença paternidade nos termos fixados em lei, para os servidores municipais.
A proposta foi aprovada em primeira votação. “Não vejo problema em aprovação também na segunda votação, na próxima sessão, já que o projeto traz um benefício social muito importante para as servidores municipais e não tem sentido votar contra”, enfatiza Sidlei Alves. “É importante ressaltar que o aumento por mais 60 dias no período de licença-maternidade vale tanto para as servidoras municipais gestantes quanto para aquelas que adotarem crianças recém-nascidas”, conclui o presidente da Câmara. Atualmente a lei prevê apenas quatro meses de licença para as mães.
Sidlei Alves explica que a prorrogação da licença-maternidade por mais 60 dias foi possível por meio da Lei Federal 11.770/2008 que já significa uma alternativa para amenizar a enorme falha de Estados e municípios no que diz respeito a uma política pública eficaz de cuidado e atendimento com as crianças, especialmente as recém-nascidas. “Como todos nesta casa têm uma apurada consciência social e sabem da importância que o aleitamento materno tem para a saúde das nossas crianças, não encontramos resistência em aprovar a proposta”, comemora Sidlei Alves. De forma que o prefeito Ari Artuzi levará tudo isso em consideração antes de sancionar a lei”, acredita Sidlei.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA
Brasil envia navio polar para ajudar nas buscas por avião chileno
MATO GROSSO DO SUL
Pessoas com fibromialgia passam a ter prioridade de atendimento
RIBAS DO RIO PARDO
Após série de roubos, polícia prende ladrão e receptador
DOURADOS
Campanha ‘Nota Dourada’ dá créditos e sorteia prêmios
INTERNACIONAL
Presidente do Senegal é convidado por Bolsonaro a visitar o Brasil em 2020
ALCINÓPOLIS
Colisão termina com dois mortos e caminhão caído em ribanceira
LUTO
Marie Fredriksson, vocalista do Roxette, morre aos 61 anos
DOURADOS
Secretário revela fechamento de turmas em cinco escolas da Rede Municipal
BRASIL
Bolsonaro assina hoje MP da regularização fundiária
DOURADOS
Mulher disse ter matado marido por estar cansada de apanhar

Mais Lidas

ARQUITETURA & DESIGN
Conheça o portifólio do escritório FA+MC ARQUITETURA e surpreenda com a qualidade e requinte dos nossos projetos!
DOURADOS
Travesti é assaltada por dupla de bicicleta no Centro
ESPORTE
Sul-mato-grossenses destacam-se na Copa Brasil de Wrestling
PARANHOS
Retroescavadeira furtada no Paraná é recuperada em MS