Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Brigada realizará Páscoa dos Militares com celebrações religiosas

20 maio 2019 - 15h50Por Da redação

No dia 21 de maio, o Comando da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada realizará a Páscoa dos Militares, na Guarnição de Dourados-MS, com celebrações nos segmentos católico, espírita e evangélico. 

A celebração católica será presidida pelo Arcebispo Militar do Brasil, Henrique Aparecido de Lima, a celebração evangélica será presidida pelo Major Capelão Ednaldo Costa Pereira e a palestra Espírita pelo senhor Claudionor Moreno.

O objetivo da atividade será de reunir a família militar numa grande celebração da Ressurreição de Cristo, estimular o espírito de religiosidade e reafirmar os valores cristãos dos militares e de seus familiares. 

A Páscoa dos Militares é a celebração da Páscoa pelos militares brasileiros. Ela é comemorada fora de época, por concessão da Igreja, já que, à época da II Guerra Mundial, no período da Páscoa, os militares brasileiros estavam envolvidos em missões longe de casa ou escalados para serviços e não puderam participar desta festividade religiosa. Desta forma, a Páscoa dos Militares preserva a história do final da II Guerra, quando a Força Expedicionária Brasileira (FEB) retornou ao Brasil após o período pascal. É permitido participar deste evento os segmentos católico, espírita e evangélico (cada um com uma festividade diferente), já que esta festividade tem por objetivo estimular o espírito de religiosidade e reafirmar os valores cristãos dos militares. 

A "Páscoa fora de época" existe para os Militares desde 1945, e, conforme a Portaria 14-DGP de 05/03/02 em seu Artigo 13, Inciso I, deve ser celebrada no período litúrgico pascal, ou mais tardar até 12 de outubro. 

Após a Segunda Guerra Mundial, quando militares retornaram ao Brasil, o período de Páscoa já havia passado, levando assim as Forças Armadas a celebrarem uma missa na Praça XV, no Rio de Janeiro, para comemorar com seus familiares, mesmo fora do tempo pascal. Naquela ocasião, a data diferenciada foi estabelecida com a finalidade de conciliar a comemoração da tradicional festa religiosa que, muitas vezes, ficava comprometida pelo cumprimento das diversas escalas de serviço e missões. 

Segundo Dom Fernando Guimarães, arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil, do Ministério da Defesa (MD), a origem da Páscoa dos Militares “nasce no desejo dos nossos pracinhas ao retorno da campanha militar da 2ª Guerra Mundial, quando, na Itália, se viram impedidos de celebrar a Páscoa da Ressurreição no dia exato, domingo de Páscoa. Ao voltar, antes de se separar, eles quiseram celebrar a Páscoa de Jesus e, na vitória de Jesus sobre a morte, celebrar e agradecer a vitória das Forças Aliadas contra o nazifascismo; agradecer e pedir a Deus pelos irmãos febianos e pelos outros militares caídos no campo de batalha; e olhar para o mundo novo que o término do conflito mundial abria para humanidade”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Luísa Sonza se esquiva sobre saúde de Whindersson em encontro com a imprensa
BRASÍLIA
Conselho de Comunicação analisa pacote anticrime e liberdade de imprensa
CULTURA
Festival traz a Bonito espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
POLÍCIA
Bolivianos tentam passar pela fronteira com cocaína e acabam presos
INTERNACIONAL
Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai
ESPORTE
Com página virada, Seleção Feminina faz primeiro treino em Lille
CAMPO GRANDE
Arrastão e pancadaria em saída de festa termina com 6 adolescentes na delegacia
POLÍTICA
Presidente do BNDES pede demissão após críticas de Bolsonaro
SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas
RODA DE CONVERSA
Encontro reúne pessoas com ideias inovadoras em Dourados

Mais Lidas

POLÍCIA
Casal contratado para levar maconha até Campo Grande é preso em Dourados
FURTO
Jovem é preso enquanto furtava bicicleta dentro de residência em Dourados
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
POLÍCIA
Após cinco mortes em uma semana, órgãos realizam operação na reserva indígena de Dourados