Menu
Busca terça, 20 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Avaliação Institucional na Unigran: ferramenta de mudança

26 maio 2011 - 06h00

A Avaliação Institucional pode ser considerada um “termômetro” das ações realizadas na Unigran. É ela um dos meios mais eficazes de medir as potencialidades ou mesmo as possíveis fragilidades da Instituição. Para obter bons resultados, o processo precisa ter a participação de todos os setores e segmentos da comunidade acadêmica da Instituição como, por exemplo, acadêmicos, professores e demais funcionários.

O procedimento é realizado em várias etapas. “O que está em andamento agora é um processo de sensibilização dos alunos, que na maioria das vezes ainda não participaram de uma avaliação como esta e desconhecem diversos aspectos do seu desenvolvimento”, aponta a coordenadora da comissão responsável pela avaliação, Maria Alice de Mello Fernandes.

É por meio de um questionário que a opinião de cada um é registrada. “A importância disso tudo está no fato de que, respondendo de forma consciente, o acadêmico poderá melhorar aspectos que acredita não estarem adequados na Instituição. O sistema tem dado tão certo que o processo realizado pela UNIGRAN serve de modelo para outras instituições e é recomendado pelo MEC”, diz a professora.

Hoje , o processo de Avaliação é uma exigência do Ministério da Educação (MEC), mas a Unigran já realiza a ação bem antes desta obrigatoriedade surgir, desde 1997, isso pela ciência dos benefícios que a ação traz. “Quando existe seriedade no preenchimento do questionário, porque existe espaço para ele [o acadêmico] dizer o que acha que está satisfatório e o que é pode ser melhorado e ele faz isso com responsabilidade, sendo verdadeiro, nós obtemos um resultado que mostra realmente o que é que está sendo forte, o que é que funciona bem e onde estão as fragilidades, onde nós precisamos criar ações para reverter a situação. Isso só traz benefícios para para a comunidade acadêmica de um modo geral, em especial ao aluno”, resume Maria Alice.

Após a realização do questionário, a Comissão, formada por dois representantes de cada segmento relacionado à Instituição, elabora um relatório. Portanto, todos têm voz na hora de decidir o que deve e o que não deve ser modificado. Este relatório é, então, apresentado à Reitoria e as melhorias são realizadas. “Essa voz se mostra presente e aceita na Instituição e essas ações para quebrar as fragilidades estão contribuindo muito para os avanços nos cursos e isso tem contribuído para que as notas também tenham avanços”, conclui a professora.

Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas na noite desta quarta-feira no concurso número 1.286 da Mega-Sena. De acordo com a Caixa Econômica Federal, a estimativa de prêmio para o próximo sorteio, que acontece no próximo sábado, é de R$ 37 milhões.

Veja os números sorteados ontem: 02 - 05 - 28 - 33 - 51 - 52

Segundo a Caixa, 185 apostas acertaram cinco dezenas e receberão R$ 14.780,11 cada. Outros 12.297 apostadores fizeram a Quadra e leverão R$ 317,65 cada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
UEMS realiza simpósio e comemora 10 anos de Educação a Distância
PESQUISA
Relatório inédito prova que ondas de celulares causam câncer em ratos
UFGD
Jornada Acadêmica de Medicina começa na próxima sexta-feira
CORUMBÁ
Bolivianos são presos transportando 55 quilos de cocaína em ônibus
BANDEIRANTES
Colisão entre pick-up e carreta mata jovem de 21 na BR-163
JUSTIÇA
Condomínio e municípiovão indenizar pedestre que caiu em buraco
EMPREGO
Comarca de Naviraí abre seleção de estagiários de Direito
PARALIMPÍADAS ESCOLARES
MS participa do maior evento paradesportivo Escolar do Mundo
POLÍTICA
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
PARAGUAI
Sobrinho de prefeito foi executado por terroristas com 11 tiros

Mais Lidas

DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
BORORÓ
Adolescente morre ao tocar em cerca elétrica em Dourados
DOIS MESES DEPOIS
Acusados de matar rapaz em Dourados serão apresentados hoje
MARCELO PILOTO
Traficante brasileiro é expulso do Paraguai após matar mulher em cela