Menu
Busca sexta, 25 de maio de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Ato público amanhã lembra Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

09 junho 2011 - 16h14

A Prefeitura de Dourados, através da secretarias de Educação e de Assistência Social, promove nesta sexta-feira, às 8h, na Praça Antônio João, um ato público para lembrar o Dia Mundial e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil. O evento, em parceria com o Ministério do Trabalho e Ministério Público do Trabalho, terá discursos de autoridades sobre o trabalho infantil, apresentação cultural das crianças do Peti e panfletagem.



Comemorada todos os anos no dia 12 de junho, a data marca a adoção simbólica da Convenção nº 182 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que trata da proibição das piores formas de trabalho infantil.



A data se tornou nacional por força da Lei nº 11.542, de 12 de novembro de 2007, que institui o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil.



Conscientização

O Dia Nacional de Combate do Trabalho Infantil constitui-se como um momento de sensibilização, mobilização e potencialização dos esforços empreendidos no combate e prevenção do trabalho infantil no Brasil, objetivando conscientizar a sociedade quanto aos malefícios do trabalho precoce.



Segundo Ministério Público do Trabalho, no Brasil ainda existem milhões de crianças e adolescentes que trabalham e que são privados de direitos básicos, como educação, saúde, lazer e liberdades individuais. Muitas, ainda, estão expostas às piores formas de trabalho infantil, sendo envolvidas em atividades que prejudicam de forma irreversível seu desenvolvimento físico, psicológico e emocional.



LEGISLAÇÃO

No Brasil, o trabalho é proibido a menores de 16 anos – salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos. Os adolescentes na faixa etária de 16 a 18 anos podem trabalhar, mas com restrições: o trabalho não pode ser noturno (entre as 22h e 5h), insalubre, perigoso, penoso, realizado em locais prejudiciais à sua formação e ao seu desenvolvimento físico, psíquico, moral e social, nem realizado em horários e locais que não permitam a frequência à escola.



ESTATÍSTICAS

De acordo com a mais recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), em 2009 o Brasil mantinha cerca 4,3 milhões de crianças e adolescentes na faixa etária de 5 a 17 anos trabalhando.



Em 2010, as ações fiscais empreendidas pelo corpo de Auditores-fiscais do Trabalho afastaram 5.620 crianças e adolescentes do trabalho no Brasil. Destes, 522 em Mato Grosso do Sul.



Até o mês de maio deste ano já foram efetuados 3.705 afastamentos de crianças e adolescentes do trabalho no Brasil – 332 em MS.



As ações fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego objetivam afastar do mercado de trabalho crianças e adolescentes precocemente nele inseridas, prevenir o trabalho infantil e proteger os direitos do trabalhador adolescente.



As informações coletadas pelos Auditores-fiscais do Trabalho são repassadas aos Conselhos Tutelares, às Secretarias Municipais de Assistência Social, ao Ministério Público Estadual e ao Ministério Público do Trabalho, dependendo da situação encontrada.



O principal objetivo dos encaminhamentos é que as crianças e adolescentes afastados do trabalho sejam incluídos em programas de assistência social, educação e aprendizagem, de acordo com o caso. As informações são registradas também no Sistema de Informações sobre Focos de Trabalho Infantil (SITI) acessado no endereço http://sistemasiti.mte.gov.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
De topless, Bruna Marquezine deixa tatuagem a mostra em foto
11 PAÍSES
Festival América do Sul Pantanal movimenta Corumbá até domingo
JUSTIÇA
Empresa de TV por assinatura é condenada por cobrar valor indevido
COSTA RICA
Bombeiro salva bebê engasgado orientando a mãe através do telefone
FUTEBOL
Lista de 35 de Tite para a Copa tem três novatos: Dedé, Maicon e Paquetá
PRESO
OAB caça registro de ex-juiz condenado por tentar matar magistrado
CAMINHONEIROS
Greve faz TRT/MS adiar prova do processo seletivo de estagiários
CASO DOROTHY STANG
Ministro do STF manda soltar fazendeiro condenado em 2ª instância
BANDEIRA VERMELHA
Bandeira tarifária ficará no patamar mais alto em junho, diz Aneel
ECONOMIA
Parceria garante indústria de fertilizantes para Rio Brilhante

Mais Lidas

GASOLINA A R$ 5
Contra abuso nos preços, força-tarefa autua postos em Dourados
DOURADOS
Fazendeiro que matou desafeto em cartório há oito anos é absolvido
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Rixa antiga teria motivado atentado contra “zóio de gato”
DOURADOS
Grupo é flagrado marcando lotes durante invasão de área pública