Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Artuzi pode ser preso pelo crime de racismo

17 maio 2011 - 10h11

O Ministério Público Estadual deu entrada em uma ação penal que pede que o ex- prefeito de Dourados, Ari Artuzi, pague, além da possível reclusão, R$ 300 mil pelo suposto crime de racismo.

A acusação é a de que o crime tenha ocorrido no dia 14 de agosto do ano passado, durante uma entrevista que ele concedeu ao Programa “Hora da Verdade”, da Rádio Grande FM. Na ocasião, Artuzi teria dito: “nóis temu fazenu serviço de genti branca; serviço de genti”.

Para o MPE, a ação incita a intolerância e o preconceito, exatamente o oposto do papel de uma figura pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INOCÊNCIA
Após tentativa de homicídio, homem é preso acusado de dar suporte a atirador
ECONOMIA
Em menos de um mês, FCO Empresarial recebe demanda de R$ 314 milhões em MS
CAMPO GRANDE
Quadrilha é presa com veículo furtado em outra cidade
APROXIMAÇÃO
Reinaldo encerra ‘Governo Presente’ com visita a Dourados nesta semana
SÃO PAULO
Após internação, Bruno Covas volta a despachar na sede da prefeitura
DOURADOS
Exposição sobre o mês da consciência negra será lançada hoje
FRONTEIRA
Alvo de pistoleiros, jovem fica ferido após ser atingido por disparos em frutaria
BRASIL
PRF registra 75 mortes e mais de mil feridos nas rodovias federais
ECONOMIA
Preço do botijão de gás varia R$ 15 em Dourados
IVINHEMA
Menor é detido portando arma de fogo

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas