Menu
Busca domingo, 18 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Artigo de opinião: Turismo Dourados - parte I

29 maio 2011 - 06h12

Quando falei a um amigo que o prefeito Murilo Zauith me convidara para gerenciar o “turismo” na Prefeitura de Dourados, a primeira pergunta que ele me fez foi:

— Dourados tem turismo?

O curioso é que essa pergunta não é incomum para muitos, no entanto, afirmo que Dourados não só tem turismo, como tem no turismo a sua “grande oportunidade de progresso sustentável”.

Abrindo uma série de escrituras que farei sobre o turismo de Dourados, quero neste primeiro texto propor uma profunda reflexão sobre esse assunto.
Desprovido de medo e com espírito típico de sonhador, começo a pensar e a fotografar no imaginário de minhas ideias, o que de mais forte tem o turismo de nossa cidade, e chego à conclusão que a força do turismo de Dourados não está nos negócios, na prestação de serviços, na cultura, na realização de eventos, nos seus parques, praças ou nos seus monumentos de tijolos e concreto.

A grande força do turismo de Dourados está nas pessoas. Na sua gente, que empreende nesta terra os seus sonhos mais particulares. Afinal, quantos turistas não vieram a passeio e hoje fazem desse pedaço de chão sua morada?!
Como um caminhante que sou do Departamento de Turismo da Prefeitura, tenho a consciência que essa viagem é transitória, e para aproveitar bem essa estada, já bem de início comecei meu “laboratório” focado na ação das pessoas; o que é feito, como é feito e para quem é feito o turismo em Dourados.

E neste trabalho de observação, muitas vezes silencioso, vi o quanto Dourados tem no turismo uma força gigantesca, que a seu devido tempo, vai sacudir positivamente essa grande metrópole chamada Dourados.

Entendo que ainda é cedo para afirmar quais as potencialidades mais seguras do turismo douradense. Afinal, as pessoas ainda estão no seu despertar e isso é o começo de uma grande e fantástica caminhada. Mas uma coisa é certa, o turismo de Dourados é sim, um manancial de riquezas a ser descoberto.

É verdade também que aqui não temos grandes e nem pequenas cachoeiras. Mas temos pessoas! Não temos um Mirante (ainda). Mas temos pessoas. Não temos grutas nem cavernas, montanhas, praias, pirâmides faraônicas, mas temos o principal, temos pessoas. E quem é que faz o turismo senão elas, as pessoas?!

Quem diz que Dourados não tem turismo, infelizmente ainda não desbravou sua própria história.

*Comunicador e escritor. Acadêmico de gestão pública; diretor do Departamento de Turismo (D - TUR) da Prefeitura de Dourados-MS.

Twitter: @marcelomourao01
E-mail marcelo98fm@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSOS
Ao menos 13 órgãos abrem inscrições nesta segunda para 1300 vagas
CAMPO GRANDE
Corpo carbonizado é encontrado dentro de carro destruído pelo fogo
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados
CONCURSO
Itaporanense conquista o título de Mister Personalidade de Las Américas
IGUATEMI
Mulher contratada por presidiário é presa com explosivos na MS-295
EMPREGO
Idosos no mercado de trabalho é recorde, mas sem carteira assinada
CORUMBÁ
Briga generalizada acaba com jovem morto esfaqueado mais de 10 vezes
JUSTIÇA
Reforma do Fórum de Nova Andradina será entregue terça-feira
OURO VERDE
Após desacordo comercial jovem é preso por ameaçar mãe e padrasto
DINHEIRO EXTRA
Pagamento da segunda parcela do 13º pelo INSS começa dia 26

Mais Lidas

DOURADOS
Bandido armado faz arrastão do Flórida ao Centro durante a noite
DOURADOS
Dupla desobedece ordem de parada, é perseguida e acaba presa em flagrante por porte de arma
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
CAMPO GRANDE
Homem se joga do 9° andar de hotel luxuoso na Capital