Menu
Busca terça, 25 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
PROMESSA DE REFORMA

Reforma do PAM não sai do papel após verbas anunciadas

Apesar de aparentar um prédio abandonado, a unidade funciona e atende mais de 30 municípios em diversas especialidades

13 março 2018 - 11h43Por Vinicios Araújo

Atendendo cerca de 10 mil pacientes por mês e completando 31 anos de funcionamento, o PAM (Pronto Atendimento Médico) de Dourados ainda continua em ruínas, mesmo após verba parlamentar milionária ser disponibilizada - conforme propagado pelo Município - para reforma da unidade de saúde que atende a população local e de mais de 30 cidades que compõem a macrorregião.

O Dourados News esteve visitando o local após cinco meses do anúncio feito pela prefeitura informando o repasse de emenda parlamentar adquirida através do mandato do deputado federal Elizeu Dionízio (PSDB) no valor de R$ R$ 1 milhão que seria destinado à revitalização total do prédio do PAM. 

Na época, em vídeo produzido pela Assecom, o secretário municipal de saúde, Renato Vidigal, afirmou que “o PAM nunca passou por uma reforma desse porte. Nós vamos dar toda acessibilidade que hoje não existe e conforto para o paciente. Salas com ar condicionado e cadeiras para espera. É muito importante que o paciente, além de ter o atendimento médico qualificado, tenha suas necessidades respeitadas no momento de espera do atendimento”.

Quase 160 dias após o anúncio, a realidade não mudou e muitos pacientes ainda precisam se submeter a velha estrutura do PAM. 

Além do recurso do tucano, o senador Pedro Chaves (PRB) também firmou compromisso e na época disse à prefeita Délia Razuk que, “O projeto do PAM que eu recebo agora, por exemplo, falei diretamente com o ministro da Saúde, e ele disse: ‘protocole que eu vou viabilizar para você”.

Além do senador, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) também anunciou disponibilização de emenda no valor de R$1 milhão para áreas da saúde em Dourados.

Banheiros danificados e sem condições higiênicas e de acessibilidades, portas emperradas, matagal alto, muita infiltração nas paredes de cada departamento, assentos e bancos danificados, lixo exposto e equipamentos sucateados podem ser vistos sem esforços ao caminhar pelas dependências do pronto atendimento.

Populares que estariam aguardando por atendimento reclamaram das condições precárias da unidade de saúde. Eles afirmaram que a falta de conforto e climatização só reforçam o estado de saúde já prejudicado. 

Em conversa com uma paciente de 82 anos e a filha dela, que não quiseram se identificar, as douradenses lamentam o estado do PAM.

“Como filha eu espero o melhor para ela. A gente quer ver o dinheiro dos impostos que a gente paga bem aplicado” desabafou. Emocionada, a mulher afirma que pelo avanço da idade da mãe, as dores do corpo e as condições de saúde exigem conforto qualificado.

No momento da entrevista a senhora estava sentada num banco de madeira danificado sem encosto para apoiar as costas. 

Questionada se teria condições de um atendimento particular, a douradense foi enfática, “Não tenho, não tenho. Talvez eu conseguiria com muito esforço garantir uma consulta, mas é muito caro e eu não tenho condições pra isso. E a gente paga nossos impostos. É um direito garantido” afirmou. 

Ela ressaltou que em relação ao atendimento não há o que reclamar. Em conversa com a coordenadora substituta do PAM, o Dourados News apurou que há o funcionamento das diversas especialidades oferecidas como, nutrição, fisioterapia, cardiologia, gastroclínica, e dermatologia, além dos exames de imagem e amostragem. 

Na farmácia, populares informaram há falta de medicação básica e psiquiátrica. Em contato com a Central de Abastecimento Farmacêutica (CAF), a reportagem foi informada que a responsável pela unidade estaria em viagem a Campo Grande e retornaria na quarta-feira (14).

OUTRO LADO

O Dourados News entrou em contato com a prefeitura e foi informado que o recurso encontra-se em conta já, no aguardo da finalização do projeto para a execução da obra. "Lembrando que no serviço público existem prazos e etapas a serem cumpridos".

Ainda conforme a prefeitura, a "atual administração está prestes a mudar o quadro de um dos pontos de referência em saúde pública da história de Dourados, que será transformado, após os devidos reparos e adequações, em um centro de especialidades".

 

* Editado às 14h03 para posicionamento da prefeitura sobre o fato

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ESCOLARES
Delegação do MS embarca para fase regional em SC
CAMPO GRANDE
Companhia diz que aeronave alterou voo para manutenção
APARECIDA DO TABOADO
Ciclista morre ao ser atropelada por ônibus em avenida
SAÚDE
Câmara de Dourados solicita compra de aparelhos para Saúde do município
ELEIÇÕES 2018
Em uma semana, denúncias eleitorais aumentam mais de 50% em MS
CAPATITAÇÃO
Centro Internacional de Negócios oferece curso de comércio e exterior em Dourados
BRASIL
Sem dor e febre, Bolsonaro começa dieta branda
CAMPO GRANDE
Avião que saiu do Peru com mais de 100 passageiros faz pouso forçado em MS
DOURADOS
FIT traz reflexão social nesta quarta no Teatro Municipal
FISCALIZAÇÃO
Força-tarefa autua vários veículos de transporte irregulares

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente é encontrado baleado na rua e morre no HV
DOURADOS
Justiça mantém flagrante, mas concede liberdade a suspeita de alterar cena do crime
FÁTIMA DO SUL
Acidente envolvendo três veículos mata motociclista na MS-376
VIOLÊNCIA URBANA
Motorista de Uber é assaltada durante corrida em Dourados