Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
CASAS INVADIDAS

Obras são retomadas por etapas após destruição do Dioclécio

26 junho 2015 - 06h35

O Residencial Dioclécio Artuzi III começou a ser reformado no início desta semana e a administração do local deve levar alguns meses para reconstruir tudo o que foi danificado nas [casas que ainda estavam em fase de acabamento quando foram invadidas](http://www.douradosnews.com.br/m/dourados/aproximadamente-450-familias-invadem-casas-no-deoclecio-3). Essa primeira parte das obras alcançará quatro quarteirões e vai focar na reposição de materiais destruídos.

Desde a segunda-feira (22) vários homens trabalham no local na colocação de pias, tanques, materiais hidráulicos, elétricos, construção de calçadas, dentre outros acabamentos. Esses itens - com exceção das calçadas - em grande parte das 450 casas do residencial haviam sido destruídos ou danificados.

De acordo com José Francisco Correia de Almeida, representante da Construtora LC Braga, responsável pelas obras no local, o processo não é simples, já que tudo é padronizado e os materiais levam um tempo para chegar. Ele afirma que na próxima semana, a equipe de trabalho deve aumentar, sendo possível assim avançar para os outros quarteirões.

“Dependemos do fornecedor e isso pode demorar devido ao total de material ou de onde virá esses equipamentos. Mas, já estamos em andamento com a recolocação dos itens e começamos também em mais dois quarteirões pequenas reformas, e na semana que vem chegam mais 20 homens e mais material para dar andamento ao processo”, conta.

Ainda segundo José Francisco, também foram iniciados outros serviços como pinturas e calçadas. Ele cita que essa primeira parte das obras deve ser finalizada em 30 dias e que os próximos passos já estão sendo organizados.

“Temos trabalhado em acabamentos que faltavam e essa primeira parte [quatro quarteirões] fechamos em média de um mês também e para os outros quarteirões já estamos realizando pedido de material e no preparo para começar as outras etapas”, ressaltou.

Em relação ao término das reformas e do restante da obra, o representante destaca que não há um prazo definido, mas, não descarta que ocorra até o fim de 2015. “Não dá para dizer quando vamos finalizar tudo, porém, eu acredito que final do ano conseguimos, o que não é certeza”, pontuou.

O residencial foi invadido no dia 11 de abril e desocupado um mês depois sob ordem judicial.
No dia 11 de junho um grupo de contemplados protocolou no MPF (Ministério Público Federal) representação sobre a demora na solução da questão da invasão e da entrega. Após receber a representação o órgão tem 30 dias para definir o que será feito quanto a denúncia.

As casas invadidas fazem parte do programa “Minha casa minha vida”, a previsão era de serem entregues em 2014, data estipulada para ficarem prontas. A lista com as famílias contempladas com a moradia, foi divulgada pela prefeitura de Dourados através do setor de Habitação em dezembro de 2013, cujo sorteio ocorreu no pavilhão de eventos ao lado do estádio Douradão.

O Dourados News tentou contato com a assessoria de comunicação da CEF (Caixa Econômica Federal) para saber se o relatório com o cálculo dos prejuízos deixados pelos invasores já foi finalizado, mas, não conseguiu localizar os responsáveis.

LOCAL FICOU DESTRUÍDO

Após a invasão, o condomínio ficou em situação de total devastação.
Portas e janelas quebradas, paredes pichadas, vasos sanitários e pias destruídos e lixo espalhado foi o que se encontrou nas casas.

Além disso, material de trabalho dos funcionários do local também foram furtados [relembre aqui]( http://www.douradosnews.com.br/dourados/responsaveis-devem-demorar-dez-dias-para-calculo-total-de-prejuizo-deixado-por-invasores).

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Do interior de presídio, líder do PCC ordenou 28 assassinatos em MS
SOLIDARIEDADE
Para respirar fora de hospital, bebê precisa de aparelho de R$ 40 mil
CRIME AMBIENTAL
Paulista é multado em R$ 83 mil por desmatamento em áreas diferentes
OPORTUNIDADES
Concursos com 306 vagas serão realizados em municípios de MS
TRAGÉDIA
Sobe para sete número de mortos na queda de prédio em Fortaleza
UEMS
Dia do servidor terá corrida, caminhada e vacinação na Cidade Universitária
SEMIABERTO
Ex-presidente Lula pede à Justiça para não mudar de regime
ELDORADO
Polícia apreende R$ 300 mil em embarcações usadas por contrabandistas
INTERNACIONAL
Astronautas fazem primeira caminhada 100% feminina no espaço
POLÍTICA
Líder do PSL diz que Bolsonaro tentou comprar deputados com cargos

Mais Lidas

BNH IV PLANO
Polícia investiga morte de bebê logo após parto em Dourados
DOURADOS
Com fim de contrato, empresa começa a retirar lombadas eletrônicas
DOURADOS
Pente-fino teve ‘bate-grade’ e apreendeu drogas, celulares e facas artesanais
DOURADOS
Ladrões invadem e fazem “limpa” em casas