Menu
Busca Domingo, 17 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
PCCR DOURADOS

Alterações do PCCR são feitas dentro da legalidade e dando direito para a população participar dos debates

06 Outubro 2017 - 10h37Por Da Redação

Conhecer e discutir as alterações que estão em pauta com o novo texto do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) são os objetivos da audiência pública que ocorre nesta sexta-feira, a partir das 14h, na Câmara dos Vereadores de Dourados. O projeto de lei, enviado pelo executivo no último dia 29, deve ser amplamente debatido antes de sua apreciação pelos vereadores.

Além da participação de servidores da administração municipal, os principais envolvidos com a alteração, a presença da população nessa audiência é fundamental, segundo o advogado Alexandre Mantovani, que é assessor especial do gabinete da prefeitura.

“Ao contrário do que circula nas redes sociais, essa não é uma decisão unilateral do poder executivo. Caberá ao legislativo apreciar, garantindo a manifestação democrática da população e dos servidores”, diz.

O evento, acrescenta o advogado, também será uma oportunidade para que os douradenses conheçam situações esdrúxulas empregadas atualmente no funcionalismo municipal para se conseguir o adicional de incentivo à capacitação, como cursos em áreas completamente irrelevantes para o serviço público.

“É justo que o profissional seja reconhecido por se capacitar, e a prefeitura vai continuar concedendo essas gratificações, mas os cursos precisarão estar relacionados à área de atuação do servidor, do contrário isso traz um grande ônus ao erário público”. 

A previsão é que a proposta de Lei Complementar nº 21/2017 seja votada na próxima segunda-feira (9). Segundo o texto do projeto, tratam-se de “pequenas modificações pontuais” para tornar os planos mais coerentes com a política remuneratória e com o interesse público. Além da necessidade de os cursos serem condizentes com a atividade do servidor, outro objetivo da alteração é liminar a 15% o incentivo de capacitação. 

Os profissionais beneficiados com o PCCR atual não perderão o incentivo caso as alterações sejam aprovadas, e novos pedidos de gratificações serão deferidos, ressalta o advogado, desde que atendam às novas regras. 

“Os servidores são o maior patrimônio da administração pública, e a prefeitura quer continuar valorizando seu aperfeiçoamento profissional, mas é importante que eles atendam aos interesses da administração e da população”, acrescenta Mantovani.

  

Deixe seu Comentário

Leia Também

PLEITO
Crea/MS divulga resultado parcial da eleição para nova diretoria
FRUSTRADO
Mulher é assaltada quando chegava em casa na Vila Aurora
EXPANSÃO
Novo voo internacional ligará MS a nove países até 40% mais barato
DOURADOS
Após denúncia polícia fecha “Boca da Jéssica” no João Paulo II
POLÍTICA
Tucano que votar contra reforma da Previdência será punido, diz Alckmin
TRÁFICO
Homem é preso com 715 quilos de maconha na MS-276 em Indápolis
TELEVISÃO
Grazi Massafera já pensou em deixar de ser atriz; "não amava o que fazia"
ACORRENTADO
Recuperada caminhonete de homem encontrado no rio Dourados
EDUCAÇÃO
UFGD oferece 36 cursos de graduação pelo sistema do SISU
MESMO CRIME
Dois são condenados em processo envolvendo filho de desembargadora

Mais Lidas

2016
Polícia investiga possível homicídio em queda de avião no MS
HAYEL BON FAKER
Bilhete de pedágio “denuncia” e dupla é presa em Dourados após furto em Rio Brilhante
DOURADOS
Homem é preso após ser flagrado empurrando moto furtada
MANTIDO EM MS TAMBÉM
Governo mantém horário de verão para 2018, mas reduz tempo de duração