Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
MS

Agepens param no domingo e podem suspender visitas

19 setembro 2017 - 15h50

Os agentes penitenciários de Mato Grosso do Sul realizam paralisação de 24h neste domingo (24) e devem optar por suspender as tradicionais visitas aos presos na data. As informações são do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de MS) e a previsão é que as atividades em todas as unidades prisionais do Estado na data sejam "travadas".

O manifesto visa chamar a atenção para reivindicações da categoria e foi definido em assembleia no dia 12 passado.

As reivindicações principais são: mais segurança aos agentes, reajuste salarial, cumprimento do acordo do Governo referente a reposicionamento da classe e chamada do concurso para "desafogar" a classe.

Conforme André Luiz Santiago, presidente do Sinsap, a questão da segurança do trabalho dos profissionais só tem retrocedido e existem muitas ameaças e recentes tentativas de assassinato. A equipe escalada nas unidades na data, estarão nas unidades normalmente, mas algumas atividades serão barradas.

"Não existe um protocolo de segurança aos agentes que ficam inseguros quanto a criminalidade. Temos sete servidores ao total, em lista de ameaças. Temos que lembrar que recentemente cinco servidores foram envenenados e que também houve a tentativa de assassinar um servidor em Coxim no sábado (16), quando o revólver falhou. Até quando vamos viver de milagre?", questiona.

Ele afirma que a categoria recebeu 2.94% de reajuste salarial, o que não cobre o índice de inflação e mostra disparidade quanto ao cedido a outros profissionais de segurança.

"O Governo alegou que teria uma política de diminuição das distorções entre as categorias da segurança pública e isso não aconteceu. Foi concedido um reajuste de somente 2,94% de aumento para nós que estamos sendo os mais massacrados. Buscamos um reajuste o viável seria de 16% de acordo com nossa análise de perca salarial", pontua.

As diretrizes da paralisação serão definidas em assembleia da categoria nesta quarta-feira (19), às 14h30. O presidente destaca que a suspensão da visita é a primeira pauta DO encontro e posteriormente serão definidas outras medidas como o ‘corte’ do banho de sol.

Questionado sobre a possibilidade de outras ações de paralisação ou de uma greve por maior tempo, o presidente afirmou que "não é descartado".

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões
LAVAGEM DE DINHEIRO
PGR mantém na 1ª instância inquérito sobre Flávio Bolsonaro
CAMPO GRANDE
Homem perde R$ 7 mil por pensar que esposa tivesse sido sequestrada
CRIME AMBIENTAL
Proprietário rural é autuado por desmatamento de vegetação nativa
NORMALIDADE
Problema é solucionado e atendimento no Detran volta a funcionar
CAMPO GRANDE
Menino atropelado por Van teve traumatismo craniano e respira por aparelhos
JUSTIÇA
TJ nega Habeas Corpus a acusado de estuprar filhas de 8 e 9 anos
DOURADOS
Casa da Cultura UEMS terá recital de violão e violino de graça
POLÍTICA
STF envia inquérito sobre caixa 2 de Onyx à Justiça Eleitoral

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular
DOURADOS
Para não ser preso, foragido do Semiaberto entra em luta corporal com guarda municipal