12/09/2017 11h32

Acesso a Campo Belo será remanejada para rotatória da Embrapa


Guilherme Pires
 
Visita da ANTT em julho deste ano 
(Foto - Arquivo/). Visita da ANTT em julho deste ano
(Foto - Arquivo/).

O acesso á região da Sitioca Campo Belo, pela BR-163, será remanejado para a rotatória da Embrapa e o atual trecho, logo no fim da duplicação da pista fechado, num projeto entre a CCR MS Via, concessionária que administra a rodovia no Estado e a prefeitura de Dourados. A alegação é de melhorias e maior segurança aos usuários.

No futuro, o projeto contará também com a entrada de motoristas pela região dos bairros Campo Dourado e Campina Verde.

"O projeto é pré-discutido e o objetivo é dar segurança tanto aos moradores, quanto às empresas em torno, que terão acesso pela rotatória da Embrapa ou do Condomínio", afirmou o secretário Municipal de Serviços Urbanos de Dourados, Joaquim Soares.

Ontem (11), morados da Campo Belo se mobilizaram contra o projeto, tendo como argumento que o atual acesso seria fechado, veja aqui.

Em nota a CCR MS Via, informou sobre o remanejamento, afirmado que "o acesso não será fechado. Será permitida a saída dos veículos, todavia, a entrada será remanejada para a rotatória da Embrapa. A Concessionária reitera que todas essas ações foram abordadas previamente em reunião com a prefeitura".

PROTESTO

O local já foi ponto de protesto em julho, quando a empresa realizou bloqueios em várias entradas que margeiam a rodovia.

Na época, uma reunião entre administração municipal e bancada de MS, em Brasília (DF), chegou a ser agendada e realizada com o ministro dos Transportes, Maurício Quintela.

Por conta da demanda, técnicos da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) acabaram deslocados até o município.

Vários pontos foram visitados por uma comissão formada para tratar o assunto e decidido que três desses acessos seriam reabertos.

Conforme divulgado pela assessoria de imprensa da prefeitura no dia 25 de julho, seriam alterados as instalações na rua Chile, região do Parque das Nações I e II, no Jardim Colibri e na sitioca Campo Belo, local onde ocorreu o protesto de segunda.

Envie seu Comentário