Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Acadêmicos vivenciam profissão durante OLIGRAN

23 maio 2011 - 07h36

Além dos acadêmicos de Educação Física, os estudantes dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia vivenciam a prática profissional durante as Olimpíadas da UNIGRAN, a OLIGRAN. Durante a realização dos jogos, os alunos desses cursos prestam socorros aos esportistas que se machucam durante as atividades.

O supervisor das atividades do curso Fisioterapia Winicyus Nobre Bispo Pereira, professor da disciplina de Fisioterapia Desportiva, disse que a atividade é muito importante para os acadêmicos vivenciarem a prática do que estudaram em sala de aula. “A atividade é importante para os acadêmicos vivenciarem a prevenção de lesões e os atendimentos primários das lesões”, falou.

Para o supervisor de Estágio de Enfermagem da UNIGRAN, Rodrigo Alexandre Teixeira, o espaço é de grande valia para os acadêmicos. “Assim eles conhecem a parte pré-hospitalar, que também faz parte da realidade da profissão”, diz.

O professor explica que um grupo de acadêmicos fica de plantão na quadra durante a realização dos jogos e com vários materiais a disposição como “prancha rígida para imobilização, talas flexíveis para colocação em membros, gelo, faixas, colar cervical, ataduras, materiais de curativos e até alguns a mais como o material para punção”, aponta.

O enfermeiro Rodrigo conta que geralmente os acidentes que acontecem durante os jogos são ‘leves’. “Os casos mais comuns são os traumas esportivos das extremidades, muita contusão muscular e queda, nada grave”, esclarece. O professor diz, ainda, que caso ocorra algum incidente mais sério, a conduta é prestar os primeiros socorros, encaminhar ao Posto de Enfermagem da Instituição e, caso necessário, chamar a emergência, que leva o paciente ao Hospital.

Sidineis Alves da Silva, acadêmico de Enfermagem, diz que a ação “é muito importante pelo fato da gente colaborar com os colegas e aprender mais, o professor está sempre presente orientando o que vamos realizar”. Luiz Eduardo Pablos, estudante de Fisioterapia, diz que também é uma oportunidade de se “ter contato com o paciente”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Motociclista será indenizado por queda em "boca de lobo"
ACIDENTE
Queda de jatinho em resort na Bahia deixa um morto e 9 feridos
EDUCAÇÃO
Consulta do Currículo do Ensino Médio segue aberto até 17 de novembro
DOURADOS
Após mais de 20h, homem consegue expelir 52 cápsulas de haxixe que havia engolido
COTAÇÃO
Dólar encerra semana em alta e renova segundo maior patamar de fechamento da história
FESTIVAL AMÉRICA DO SUL
Em Corumbá, Reinaldo Azambuja recebe apoio a cota zero
BRASIL
BNDES vai antecipar devolução de recursos para a União, diz Montezano
SAÚDE PÚBLICA
Estado repassa mais R$ 7,9 milhões para Santa Casa de Campo Grande
TRÊS LAGOAS
MPT exige regularização dos serviços de segurança e medicina do Trabalho
REGISTROS
Acordo deve acelerar pedidos de patentes no país

Mais Lidas

DOURADOS
Encontrado morto na PED dividia cela com 18 internos em ala comandada por facção
TRÂNSITO
Bêbado invade preferencial e deixa família ferida em Dourados
ENCOMENDADA
Quadrilha desarticulada tinha ordem de facção para roubar seis motos em Dourados
PURIFICAÇÃO
Preso, ex-secretário de Saúde é exonerado do cargo de coordenador do Samu