Menu
Busca domingo, 08 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

Acadêmicos de Fisioterapia expõem trabalhos na disciplina de Linguagem

29 setembro 2017 - 09h53Por Da Redação

Foi realizada a 1ª Exposição de Linguagem e Argumentação: Corpos Abjetos. A mostra de banners, organizada em conjunto pelos estudantes do 2º semestre dos cursos de Fisioterapia e Nutrição da Unigran, foi coordenada pela professora Andréia Oliveira Iguma, que ministra as aulas da disciplina. 

Segundo Andréia Iguma, o tema escolhido aborda “corpos abjetos”, ou seja, corpos que são socialmente excluídos. “Essa mostra nasceu da necessidade de pensar nesses corpos que são excluídos da sociedade e que serão amanhã, objetos de trabalho dos profissionais tanto de fisioterapia quanto de nutrição”, esclarece.

Os temas estão bem variados e abordam situações comuns na sociedade bem como anorexia, obesidade – nesse caso como fator excludente do mercado de trabalho – , acessibilidade, problemas de deficiência física que acabam atrapalhando na questão sexual e acaba gerando nos pacientes, problemas como depressão, entre outros citados pela coordenadora do projeto.

O grupo da acadêmica de Nutrição, Andreia Cozinato, fez uma pesquisa sobre a “Influência da Televisão no Consumo Alimentar de Crianças e Adolescentes”. O tema foi escolhido por conta da relevância e forma com que ele é apresentado na educação. “O tempo está cada vez mais escasso e, devido à correria do dia a dia, os pais acabam deixando comidas industrializadas prontas e a televisão, mesmo sendo um meio que aproxima as pessoas, acaba influenciando na educação alimentar, proporcionando o consumo exagerado de alimentos enlatados”, garante. 

“Nós podemos afirmar, de acordo com nosso estudo, que a maioria das crianças e jovens entre 5 e 17 anos são obesos e se não são, tendem a ficar por conta da alimentação desregrada, por não praticarem exercícios físicos. A publicidade que incentiva a alimentação rápida e prática, inclusive as de Fast Food, é muito grande e toda essa mídia está dentro dos canais infantis, influenciando a alimentação que não é saudável”, ressalta a acadêmica. 

A abordagem feita pelo grupo do acadêmico Marcelo Dalla Corte, do curso de Fisioterapia, foi sobre “Acessibilidade” para pessoas com algum tipo de deficiência. Segundo o estudante, o tema foi escolhido por estar inserido dentro da realidade estudantil. 

“A acessibilidade faz parte da nossa realidade e precisamos estar instruídos quando se trata dessa temática. Uma situação interessante e que ninguém sabe é que, além dos deficientes, cuidadores também têm seus direitos garantidos por lei e é o caso do desconto de 80% na compra de passagens aéreas, quando estão acompanhando uma pessoa deficiente. Apenas o cadeirante paga o valor total”, finaliza. 

Mais de cem alunos dos dois cursos estiveram envolvidos nos projetos, apresentando 12 trabalhos voltados para a temática. As pesquisas foram avaliadas por professores das respectivas áreas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE MS
MPE notifica federação e clubes da Capital ficam sem estádio para jogar
ECONOMIA
Mapa identifica recuo no preço da carne bovina na primeira semana de dezembro
CAMPO GRANDE
Identificado assaltante morto após confronto com a polícia
FUTEBOL
Prêmio Brasileirão 2019 reunirá craques na próxima segunda
CAMPO GRANDE
Projeto de ciêcias leva escola a economiza 2 mil litros de água por mês
DOURADOS
Previsão climática aponta possibilidade de chuva a partir de domingo
DOURADOS
Cantata de Natal convida a seguir ensinamentos de Jesus Cristo
AQUIDAUANA
Mulher acaba ferida após briga entre irmãos
COMER BEM
Restaurante Senhoritta oferece espaço climatizado para confraternizações
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 3 milhões

Mais Lidas

POSSE
Delegado de MS assume comando de associação nacional
CONCESSÃO
MS 306: melhoria da logística gera desenvolvimento econômico para Mato Grosso do Sul
AGENDA LEGISLATIVO
Última reunião do Parlamento Jovem e Cantata de Natal marcam a semana
BRASIL
Prêmio Capes vai distribuir R$ 5 mil para os primeiros mil colocados