Menu
Busca quinta, 16 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

Acadêmicos da Unigran são premiados com projeto sobre energia eólica

19 outubro 2017 - 10h29Por Da Redação

Produção de energia limpa, sustentável, em que o elo entre a economia e os benefícios ao meio ambiente se unem: é assim que funciona a energia eólica, que é produzida através de um aerogerador e que transforma o vento captado em eletricidade. Na turbina eólica, pás são movimentadas pela força do vento que transmite essa rotação para um gerador que converte a energia mecânica em elétrica.

Interessados no propósito de captação desse tipo de energia, um grupo de acadêmicos do curso de Engenharia Civil da Unigran se uniu e desenvolveu um projeto inovador, produzindo um aerogerador com materiais alternativos e recicláveis. Foi assim que surgiu a ideia do projeto “Turbina Eólica de Eixo Vertical”, inscrito na III Fecen (Feira de Ciências e Engenharias) da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), trabalho desenvolvido pelos alunos Julio Hikaru Kumori e Renan Martinez, ambos do 4º semestre e Pablo Manfré, que cursa o 8º semestre, orientados pelo professor Wilson Passos. 

Foram selecionados para participar da Fecen 43 estudantes de várias instituições. O projeto do protótipo de turbina eólica dos acadêmicos da Unigran ganhou como melhor trabalho da Feira na categoria ‘Projeto de Graduação’.

De acordo com o Julio Kumori, idealizador do projeto, várias pesquisas foram feitas sobre os modelos de turbinas, hélices e pás, a ideia era escolher a que melhor se adequasse ao clima de Dourados. “Depois de um tempo de estudo e pesquisas teóricas escolhemos o modelo ‘Savonius’ que é com pás, além disso, para desenvolver o projeto utilizamos materiais de resto de obras, como canos de pvc e também latinhas de alumínio e bambu”, disse.  Ainda segundo o acadêmico, o tempo total para desenvolver o projeto foi de seis meses entre pesquisa e produção do protótipo. 

A ideia principal não é armazenar energia através da captação eólica, mas reduzir o consumo de energia gerada por meio das usinas hidroelétricas. Dessa forma, a economia em residências, comércios e indústrias seria bem maior. “Temos que ter ideia de que esse projeto não vai ser uma fonte de energia principal, mas complementar, como a energia solar, a termoelétrica, além de serem limpas, pois não agridem o meio ambiente ao serem geradas”, disse Pablo Mafré. 

A intenção a partir desse projeto é tornar toda a unidade “Cantão do Bosque”, que é o bloco das Engenharias da UNIGRAN, sustentável, conforme explica o professor Wilson Passos. “Nós queremos construir uma turbina em tamanho real para o ‘Cantão’ e temos ainda a ideia de torná-lo 90% sustentável. Queremos então montar uma turbina eólica em tamanho real que contribua para manutenção de energia do prédio. Porque não adianta também só desenvolver tecnologia e não aplicá-la”, finaliza. 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FLAGRANTE
Polícia prende em Corumbá foragido da Justiça do Maranhão
ELEIÇÕES 2018
TSE nega participação de Lula em debate na TV amanhã
ESPECIALIZAÇÃO
IFMS abre matrícula para especialização em Docência para Educação Profissional
ENSINO SUPERIOR
Estudantes que vão concluir graduação já podem se cadastrar no Enade 2018
REAJUSTE SALARIAL
Frentistas de MS tentam reajuste salarial desde 1º de março
COTAÇÕES
Dólar tem leve alta e volta ao patamar de R$ 3,90 com incerteza eleitoral
VÁRIOS ROUBOS
Acusados por pelo menos 10 assaltos são presos em Dourados
AUTOMOBILISMO
Stock Car promete agitar a Capital no final de semana
CONTRABANDO
Carretas que saíram de Dourados com cigarros são apreendidas no interior de SP
DOURADOS/ITAPORÃ
Estado terá que compensar índios por duplicação da MS-156

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto dentro de veículo estacionado em acostamento
JARDIM SÃO PEDRO
Padre é trancado no quarto, espancado e tem pertences levados em Dourados
DOURADOS
Bebê de oito meses é internado no HU e polícia investiga suspeita de agressão
DOURADOS
Criança possuía lesões na cabeça e pescoço e polícia investiga o caso