Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Acadêmicos da Unigran ingressam em mestrado e doutorado

21 dezembro 2012 - 09h23

O formando da turma de Tecnologia em Produção Agrícola 2012 da Unigran, Robson Soares, garantiu uma vaga no mestrado de Produção Vegetal na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) de Aquidauana. Para conquistar a vaga o acadêmico passou por três etapas.

“A primeira etapa foi uma prova objetiva com 20 questões, a segunda foi uma entrevista, que os orientadores perguntavam qual a área eu pretendia trabalhar e a linha de pesquisa que eu queria seguir. A terceira foi a análise do currículo Lattes, que é feita a pontuação de acordo com as publicações que se tem”, explica o futuro mestrando.

Durante a graduação Robson estagiou por dois anos na Embrapa e apesar de ser de Dourados ele passará um tempo em Aquidauana para fazer o mestrado. “Vou me dedicar exclusivamente ao mestrado. Moro em Dourados e vou para Aquidauana fazer as matérias e fico lá de 4 a 6 meses cumprindo os créditos e então eu volto para implantar o projeto na Embrapa, onde fiz estágio por dois anos”, esclarece.

Já Douglas Martins Pereira Pellin, egresso da turma de Agronomia de 2010, comemora o título de mestre e já embarca num novo desafio: o doutorado. O ex-aluno da Unigran inicia em março o doutorado na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). “O mestrado foi difícil, pensei três vezes em desistir, mas fui me acostumando, fui pegando o ritmo e vi que eu tinha um perfil para trabalhar com pesquisa e docência. Estava com pouca esperança, mas quando chegou a etapa da entrevista eu fui bem, quando saiu o resultado que eu tinha passado em 4º lugar no doutorado foi uma alegria para família, amigos e para mim. Estou ansioso”, revela Douglas.

Os profissionais, assim como Robson e Douglas, que optam por continuar estudando tem vantagens, segundo Fabio Régis de Souza, coordenador do Curso de Tecnologia em Produção Agrícola, o mercado de trabalho está cada vez mais seletivo, “profissionais que possuem qualificação, estão mais aptos a disputar cargos com remuneração melhor, tendo maior chance de inserção no mercado”, informa o coordenador.

“Fazendo uma analogia as raízes das plantas, quanto mais se aprofundam, mais capacidade de resistir a condições adversas, tem maior quantidade de nutriente e água proporcionado melhor desenvolvimento e crescimento, assim é o profissional que continua agregando conhecimento, mais preparado estará para o mercado e resistirá mais as condições adversas do agronegócio”, enfatiza Fábio.

Douglas incentiva os futuros colegas de profissão, “se for de interesse dos que estão entrando na graduação seguirem um mestrado e um doutorado é preciso aproveitar. A Unigran tem nota máxima de avaliação do MEC e uma ótima nota no ENADE e ainda tem laboratórios para serem usufruídos. Então desde o início, pelo menos no segundo ano, comece a se interessar pela iniciação cientifica que é isso que será avaliado na entrada do mestrado e do doutorado”, sugere.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Dólar fecha em queda, de olho no Congresso e no Fed
BRASIL
CCJ da Câmara aprova admissibilidade da proposta de reforma tributária
MS-270
Caminhão possuía 84 fardos de maconha e droga ultrapassa 1,6 tonelada
ASSEMBLEIA
Aprovado projeto de lei de Renato Câmara que garante cadastro provisório à assentados de MS
MS
Acidente deixa uma pessoa ferida na BR-163, próximo a Naviraí
MS
Carga de maconha apreendida próximo a assentamento deve ultrapassar 1t
APÓS ADIAMENTO DE PROVA
MPF recomenda que IFMS não restrinja caráter competitivo de novos concursos
SAÚDE
Você sabe o que é Lúpus?
CONTRABANDO
Carga com 600 mil maços de cigarros é apreendida em MS
HONRA AO MÉRITO
Sessão solene homenageia quem faz a história de Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Presos fazem motim na PED em ala ocupada por membros de facção criminosa
POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
ACIDENTE
Motociclista avança preferencial, colide com outra moto e morre
EDUCAÇÃO
Greve atinge escolas em Dourados e prejudica merenda, inspeção e limpeza