Menu
Busca domingo, 21 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Acadêmicos da Unigran ingressam em mestrado e doutorado

21 dezembro 2012 - 09h23

O formando da turma de Tecnologia em Produção Agrícola 2012 da Unigran, Robson Soares, garantiu uma vaga no mestrado de Produção Vegetal na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) de Aquidauana. Para conquistar a vaga o acadêmico passou por três etapas.

“A primeira etapa foi uma prova objetiva com 20 questões, a segunda foi uma entrevista, que os orientadores perguntavam qual a área eu pretendia trabalhar e a linha de pesquisa que eu queria seguir. A terceira foi a análise do currículo Lattes, que é feita a pontuação de acordo com as publicações que se tem”, explica o futuro mestrando.

Durante a graduação Robson estagiou por dois anos na Embrapa e apesar de ser de Dourados ele passará um tempo em Aquidauana para fazer o mestrado. “Vou me dedicar exclusivamente ao mestrado. Moro em Dourados e vou para Aquidauana fazer as matérias e fico lá de 4 a 6 meses cumprindo os créditos e então eu volto para implantar o projeto na Embrapa, onde fiz estágio por dois anos”, esclarece.

Já Douglas Martins Pereira Pellin, egresso da turma de Agronomia de 2010, comemora o título de mestre e já embarca num novo desafio: o doutorado. O ex-aluno da Unigran inicia em março o doutorado na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). “O mestrado foi difícil, pensei três vezes em desistir, mas fui me acostumando, fui pegando o ritmo e vi que eu tinha um perfil para trabalhar com pesquisa e docência. Estava com pouca esperança, mas quando chegou a etapa da entrevista eu fui bem, quando saiu o resultado que eu tinha passado em 4º lugar no doutorado foi uma alegria para família, amigos e para mim. Estou ansioso”, revela Douglas.

Os profissionais, assim como Robson e Douglas, que optam por continuar estudando tem vantagens, segundo Fabio Régis de Souza, coordenador do Curso de Tecnologia em Produção Agrícola, o mercado de trabalho está cada vez mais seletivo, “profissionais que possuem qualificação, estão mais aptos a disputar cargos com remuneração melhor, tendo maior chance de inserção no mercado”, informa o coordenador.

“Fazendo uma analogia as raízes das plantas, quanto mais se aprofundam, mais capacidade de resistir a condições adversas, tem maior quantidade de nutriente e água proporcionado melhor desenvolvimento e crescimento, assim é o profissional que continua agregando conhecimento, mais preparado estará para o mercado e resistirá mais as condições adversas do agronegócio”, enfatiza Fábio.

Douglas incentiva os futuros colegas de profissão, “se for de interesse dos que estão entrando na graduação seguirem um mestrado e um doutorado é preciso aproveitar. A Unigran tem nota máxima de avaliação do MEC e uma ótima nota no ENADE e ainda tem laboratórios para serem usufruídos. Então desde o início, pelo menos no segundo ano, comece a se interessar pela iniciação cientifica que é isso que será avaliado na entrada do mestrado e do doutorado”, sugere.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRADIÇÃO
18ª edição do Festsol acontece neste domingo no Clube Indaiá
DESCAMINHO
PRF apreende peças de helicóptero contrabandeadas do do Paraguai
LOTERIA
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 18 milhões
EMPREGO
Segunda fase do concurso da PM e Bombeiros acontece neste domingo
CAMPO GRANDE
Homem espancado busca socorro, não resiste e morre em hospital
TEMPO
Domingo de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
UAUUUUU!!
Mulher Melão posa de lingerie e sensualiza com corrente
DOURADOS
Marcha para Jesus leva multidão de fiéis para o Centro
AGENDÃO
Semana na ALMS tem sessão solene, plenárias e CCJR
COXIM
Veículo roubado em Pernambuco e que seria levado para Campo Grande é recuperado

Mais Lidas

DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Bandidos atiram contra viatura e abandonam carro tomado em assalto
DOURADOS
Dupla é flagrada furtando comércio no Centro
TRÁFICO
Quadrilha que distribua cocaína é desarticulada em MS