Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2019
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

5ª edição da Agrotec aborda o uso de drones no agronegócio

17 outubro 2017 - 08h36Por Da Redação

A 5ª Agrotec (Jornada Acadêmica Integrada dos cursos de Agronomia e Tecnologia em Produção Agrícola) da Unigran, trouxe para debate a temática “Tecnologia e Inovação: Uma nova Visão para o Futuro no Agronegócio”. O evento contou com palestras e minicursos no intuito de disseminar conhecimentos direcionados aos acadêmicos e à classe do agronegócio. 

Para as palestras de abertura esteve presente o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, que falou sobre “A importância do Agronegócio Brasileiro” e do engenheiro agrônomo, José Trevelin Júnior, que abordou “Drones: Inovações Tecnológicas na Cultura da Cana-de-açúcar”.

O drone já é um negócio conhecido há algum tempo nos Estados Unidos e agora, há uns cinco anos, há o uso intensivo e quase que cotidiano na agricultura. O engenheiro agrônomo José Trivelin Junior afirma que é uma ferramenta que ainda está em desenvolvimento, mas com algumas práticas já consolidadas, como por exemplo, no levantamento de linha, de praga e de erva daninha.

“Tem muita coisa em desenvolvimento, como na aplicação de defensivos, liberação de inimigo natural para controle biológico. Vemos algumas inovações, vários tipos, tamanhos e modelos, o que permite até mesmo o produtor ter um equipamento desses, não precisa ser uma grande empresa ou uma equipe especializada. Hoje temos agricultores que tem e que opera o equipamento fazendo diagnóstico, usa para fazer mapeamento, levantamento de imagens da lavoura”, menciona. 

O drone teve, inicialmente, o uso com imagem, para ter visão da área ou fazer um levantamento topográfico da área. “Isso possibilitou o acesso para qualquer agricultor ter essa informação de uma forma muito mais rápida: ele mesmo tem, ele mesmo configura, ele mesmo usa, então quer dizer que se criou essa facilidade de uso, criou-se a popularização da ferramenta”, garante o engenheiro agrônomo. 

Contudo, José Trivelin Junior cita que os usos mais complexos, como para pulverização, eliminação de inimigos naturais, sensoriamento, fazer levantamentos de LVDI, requer uma quantidade de recursos além do drone, como software e ferramentas para trabalhar as imagens captadas. 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANHOS
Veículo roubado em SP é recuperado com quase meia tonelada de maconha
AMBIENTAL
Operação Corpus Christi começa com foco na repressão à pesca predatória
ARTIGO
O que muda com a nova "Lei do pente fino" do INSS
BRASIL
Começa hoje a convocação dos candidatos da lista de espera do Sisu
TV
Ratinho recebe Sergio Moro e exalta ministro: "Único herói brasileiro"
NOVA ANDRADINA
Ao atender portão, homem é surpreendido e morto a facada
BRASIL
Analfabetismo no Brasil cai entre 2016 e 2018 de 7,2% para 6,8%
CAMPO GRANDE
Pai é preso pelo estupro da própria filha de dois anos
ASSEMBLEIA
Sete projetos estão pautados para a Ordem do Dia desta quarta-feira
COPA AMÉRICA
Pressionada após derrota, Argentina encara o Paraguai nesta quarta

Mais Lidas

FATALIDADE
Corpo de douradense é encontrado no rio Aquidauana
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
PARAGUAI
Homem escapa de sequestro, mas acaba executado por pistoleiros em posto
RESERVA INDÍGENA
Dois são presos suspeitos pelas mortes de tio e sobrinho em Dourados