Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Planejamento e organização alimentar: o segredo para o sucesso

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

13 janeiro 2020 - 00h04

Planejamento e organização são algumas das melhores formas de garantir sucesso naquilo que fazemos, e quando o assunto é alimentação de qualidade, não é diferente. Um esquema nutricional bem elaborado é sinônimo de mais saúde dentro de casa.

O ato de planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece é de extrema importância, pois de fato o planejamento das refeições, desde a compra até o consumo do alimento ou da preparação culinária, reduz a probabilidade de consumo de alimentos processados e ultraprocessados e facilita a ingestão de alimentos saudáveis por toda a família.

Então a recomendação é: reavalie como você tem usado o seu tempo e identifique quais atividades poderiam ceder espaço para a alimentação, pois com tudo planejado, fica mais fácil encontrar um horário para que pelo menos uma refeição do dia seja feita em família. E acredite, o hábito de comer à mesa, em família, é tão importante que pode influenciar, inclusive, o comportamento dos seus filhos. Confira algumas dicas:

  • Planeje as compras de alimentos.
  • Organize a despensa doméstica.
  • Defina com antecedência o cardápio da semana.
  • Divida com os membros de sua família a responsabilidade por todas as atividades domésticas relacionadas ao preparo de refeições.
  • Faça da preparação de refeições e do ato de comer momentos privilegiados de convivência e prazer.
  • Reavalie como você tem usado o seu tempo e identifique quais atividades poderiam ceder espaço para a alimentação.
  • Evite “beliscar” nos intervalos entre as refeições.
  • Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, sem se envolver em outra atividade.
  • Procure comer em locais limpos, confortáveis e tranquilos e onde não haja estímulos para o consumo de quantidades ilimitadas de alimento.
  • Sempre que possível, coma acompanhado: de familiares, amigos ou colegas de trabalho/escola.

 

Pode parecer bobagem, mas cada etapa tem uma influência considerável. Principalmente, as vantagens de tirar um tempinho para comer em família. As atitudes em relação à comida são aprendidas muito cedo e o comportamento alimentar é nutrido por adultos afetivamente, que registram um poder sentimental duradouro, quem não se lembra da comida da vó, da mãe. Assim, o lugar onde crescemos e as pessoas com que convivemos vão formando nossa identidade social.

Quando nos sentamos com as pessoas que amamos e dividimos uma refeição, temos tempo para conversar, conviver e compartilhar. Dessa forma, cria-se um senso de identidade familiar maior, no qual todas as pessoas se sentem parte daquele ambiente.

No mais, lembre-se que o planejamento alimentar é a garantia para a obtenção de seus objetivos, no prazo correto para a manutenção da saúde, sem causar danos ao seu corpo e prejudicar seu organismo. Seja consciente e não busque qualquer “dieta” na internet ou revistas. Procure um profissional nutricionista que realmente seja habilitado para te ajudar e tenha responsabilidade sobre a sua saúde.

*Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alimentação durante a quarentena: como driblar a ansiedade?
COVID-19 coronavírus: fuja das fake news que envolvam nutrição
Brasileiro consome sal em excesso, mas não tem consciência disso
Mulheres, dietas e autoestima
Como fortalecer a imunidade através da alimentação?

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS