Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 9860-3221
NA LATA!

Por mais recursos, Região Metropolitana de Dourados deve ser encabeçada por autoridades

07 julho 2017 - 06h13

Buraqueira - Que a operação tapa-buraco tem avançado em Dourados é visível, principalmente nesse período de seca a qual tem passado o município, mas, são tantas crateras espalhadas por toda a cidade que, para o serviço ser finalizado, vão meses.

Calamidade - A situação é tão crítica que até decreto de estado de calamidade no município por conta dos buracos foi sugerido no intuito de se consguir mais recursos a ser implantado nas frentes de serviço.

Empecilho - Em reunião realizada em seu gabinete há uma semana, a prefeita Délia Razuk (PR) afirmou que Dourados deixaria de receber R$ 100 milhões do governo federal para se aplicar em mobilidade urbana por não possuir população superior a 250 mil habitantes. Com 35 mil pessoas a menos, o município só consegue 'levantar' R$ 30 milhões.

Metropolitana - Está ai então uma ótima oportunidade para que as lideranças políticas do município comecem a trabalhar com a possibilidade de se criar a Região Metropolitana de Dourados, já que o município é polo regional de toda a parte Sul do Estado e referência até para cidades do Paraguai.

Metropolitana 2 - O processo de criação de uma Região Metropolitana depende de legislações criadas em cada Estado. Se levar em consideração cidades bem próximas a Dourados, como Itaporã, Douradina, Caarapó, Laguna Carapã, Fátima do Sul, Rio Brilhante e Vicentina, a população ultrapassa facilmente os 300 mil habitantes, o que significa quase 15% de todo o contingente sul-mato-grossese.

Coração - Dourados está perdendo a equipe de cardiologista que atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Os profissionais receberam convites para atuar em outros Estados. Eles também estão sem receber do Hospital Evangélico, contratado pelo Município para dar suporte a esse serviço.

Prazo - O prazo de mais 30 dias aceito pela CPI que apura irregularidades fiscais no governo do Estado à JBS vao apurar ainda mais os trabalhos da Comissão, que tem 120 dias para finalizar as investigações.

Sanesul - O Ministério Público Estadual iniciou investigações para saber se o governo do Estado tem condicionado repasses de recursos a Dourados com a renovação da concessão por mais 30 anos do contrato de exploração de água e esgoto por parte da Sanesul.

Sanesul 2 - Em pelo menos duas visitas a cidade para lançamento de obras no ano passado, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) chegou a afirmar que as obras de recapeamento das principais avenidas da cidade estavam ligadas a renovação do contrato com a empresa.

Bancou Na semana passada, a prefeita Délia Razuk (PR) disse que a concessão não sera debatida em 2017, mas afirmou ter a garantia do governador sobre a licitação do recapeamento das vias ainda esse ano.

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com


Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Projeto Florestinha realiza Educação Ambiental para mais de 3 mil alunos
CASSAÇÃO
Investigação que definirá futuro de Cirilo Ramão na Câmara terá continuidade
POLÍCIA
Casal carioca é preso após polícia encontrar maconha em caminhonete
CONHECIMENTO
Fundesporte realiza dia 22 o III Fórum de Políticas Públicas de Esporte e Lazer do MS
DOURADOS
Mulher é empurrada de moto durante assalto no Flórida
DOURADOS
Rapaz é surpreendido pelas costas e roubado próximo ao shopping
CONFLITO INDÍGENA
Moro mantém Força Nacional em Caarapó por mais 90 dias
ESTADUAL
Sete termina fase de grupos em 3º e pega o Aquidauanense nas quartas
JÓQUEI CLUBE
Em ocorrência de perturbação, homem é preso por tráfico em Dourados
SEGUNDA
Chuva forte deixa o trânsito conturbado em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Colisão termina com mulher presa nas ferragens e semáforo no chão
POLÍCIA
Mulher é morta pelo marido com golpes de machadinha na frente do filho
FEMINICÍDIO
Vendedora morta pelo marido mostrava carinho pelos filhos e começava nova jornada na educação
APÓS CHUVAS
Erosão “engole” parte de rodovia em MS