Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
NA LATA!

Bancada de MS volta a se dividir, agora em relação ao “distritão”

21 setembro 2017 - 06h15

Reeleição - Restando pouco mais de um ano para as eleições, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vem deixando claro suas intenções de buscar a reeleição em conversa com prefeitos e lideranças de várias regiões do Estado.

Disputa - Também é cada vez mais evidente que o atual chefe do Executivo possa ter um rival de peso nessa disputa, o juiz federal Odilon Oliveira, que se mostra cada vez mais propenso a aceitar o convite feito pelo PDT para entrar de vez na corrida pelo governo. Além de Odilon, Zeca do PT e André Puccinelli (PMDB) não descartam concorrer ao cargo.

Marqueteiro - O juiz, inclusive, participou na semana passada de encontro com o ex-marqueteiro de Lula, Paulo de Tarso Santos. O publicitário atuou na campanha do ex-presidente nos anos de 1989 e 1994, quando ele foi derrotado por Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso, respectivamente.

Imposto - No mesmo caminho dos governos federal e estadual, a prefeita Délia Razuk (PR) quer aumentar a arrecadação do município de qualquer maneira e apresentou projeto na Câmara local para ampliar a cobrança sobre o imposto pago pela prestação de serviços a profissionais liberais que atuam em Dourados.

Primeira - A proposta foi analisada e aprovada em primeira votação na noite de segunda-feira (18) e deve retornar a pauta na próxima sessão. Profissionais como pintores de parede, vigilantes e costureiras, por exemplo, poderão ter que pagar o tributo, caso o projeto passe pelo Legislativo.

Distritão - A bancada sul-mato-grossense na Câmara dos Deputados ficou dividida – mais uma vez – na votação da PEC que modificaria o processo eleitoral no país concedendo mandatos aos candidatos mais bem votados, o chamado ‘distritão’. Atualmente o modelo é proporcional às legendas.

Quem? - Geraldo Resende (PSDB), Elizeu Dionísio (PSDB), Tereza Cristina (PSB) e Carlos Marun (PMDB) foram contra, enquanto Zeca do PT, Vander Loubet (PT), Dagoberto Nogueira (PDT) e Mandetta (DEM), votaram favoráveis a nova proposta.

Onco - Reunião agendada para segunda-feira, às 15h, no Ministério Público Estadual, vai debater a prestação de serviço da oncologia no município. Atualmente os pacientes de câncer atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) fazem tratamento no Hospital da Vida. A Cassems, vencedora da licitação na prestação de serviços ambulatoriais, ainda não terminou a adequação de seu prédio.

Queda de braço - Apesar do retorno das aulas no período normal, um terço dos educadores permanecem em greve na Rede Municipal de Ensino de Dourados e mantém jogo duro contra a prefeitura. Na terça-feira eles protocolaram documento cobrando alguns pontos da prefeitura.

Inadimplentes - A exemplo do que ocorre em Dourados, o governo do Estado busca arrecadar com inadimplentes e vai dar desconto de até 95% para aqueles contribuintes em débito. O projeto foi apresentado ontem na Assembleia Legislativa de MS.


Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA NO RJ
Jovem morre após tentar proteger mãe de assalto
FINANÇAS
Governo de MS repassou R$ 2,8 bilhões aos municípios em 2018
BRASIL
Prazo para indicar instituições ao Programa Saúde na Escola termina em fevereiro
SAÚDE
Cardio-oncologia previne doenças do coração causadas por tratamento de câncer
PEDRO JUAN
Sequestradores ligadas ao PCC são presos na fronteira com fuzis
POLÊMICA
Globo encerra contrato com José Mayer após dois anos de caso de assédio
RIO DE JANEIRO
Em Mauá, conheça algumas cachoeiras e encante-se
29 ANOS
Após quase três décadas Concafras retorna a Dourados com evento em março
MULHERES
Cortes de cabelo para quem quer arrasar
FLAGRANTE
Carga de 50 mil pacotes de cigarros contrabandeados é apreendia na Capital

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar