Menu
Busca terça, 22 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Você sabe como escolher o tipo de pão mais saudável?

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

05 novembro 2018 - 01h03

É do conhecimento de todos que consumir pães integrais são vantajosos pois tem mais fibras que os outros, o que ajuda no funcionamento do intestino, prolonga a sensação de saciedade (as fibras são digeridas devagar) e ajuda ainda a manter estáveis os níveis de glicemia no sangue. O pão branco é rico em amido, que é absorvido rapidamente e resulta em picos glicêmicos, o que pode levar ao diabetes se consumido em excesso. 

Mas, afinal devo escolher o pão caseiro, francês, de forma, de hambúrguer ou integral?

Saiba que o melhor pão é o feito em casa. Mas, se não é possível encarar uma produção caseira, é mais saudável optar pelos pães preparados em padaria sem aditivos conservantes. Os pães integrais (100% integrais ou com adição de variados grãos) também são uma boa opção porque contém maior quantidade de fibras como já citado. É importante estar atento à lista de ingredientes e escolher sempre os pães que contenham o mínimo de conservantes, aditivos ou outras substâncias semelhantes. 

Vale destacar que na maioria das vezes vamos ao supermercado para comprar um pão e olhamos, primeiramente, no rótulo que está escrito “pão integral” e já achamos que aquele pão é o integral. Na verdade, aquele pãozinho que está escrito como pão integral, se encaixa como uma armadilha! Também é preciso conferir os ingredientes usados na fabricação do pão. No rótulo tem que estar escrito "farinha 100% integral" e o primeiro produto na lista de ingredientes deve ser a farinha de trigo integral.

Muitos não sabem, mas o pão integral industrializado não é tão integral assim, pesquisas mostram que quatro entre sete marcas testadas têm mais farinha branca do que a integral na composição. A farinha branca é adicionada pelas fabricantes para prolongar a data de validade e melhorar a aparência. O pão 100% integral é mais duro e quebradiço e pode ter sabor forte.

Diante disso, os aditivos são responsáveis por promover maior durabilidade, sabor, maciez, cor, crocância e outras características aos produtos. Quanto maior o tempo de validade do produto, mais aditivos ele contém.

No mais, o consumo indiscriminado destes aditivos, como antioxidantes, corantes, conservantes, edulcorantes e aromatizantes, pode provocar o surgimento de alergias infantis e há estudos que relacionam o consumo dos aditivos com o câncer, doenças de Parkinson e Alzheimer, além de resistência insulínica e hipertensão. 

Faça a escolha certa, escolha o mais natural e menos processado!

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quando deve ser indicado um suplemento alimentar?
Dieta da felicidade
Dicas de como deixar mais saudável os encontros com os amigos
Exagerou no fim do ano? Confira dicas para enfrentar melhor a ressaca
Vai viajar? Veja algumas dicas para manter uma boa alimentação durante a sua viagem!

Mais Lidas

IVINHEMA
Assaltante é morto após invadir chácara, sequestrar duas vítimas e tentar roubar carros
DOURADOS
Rapaz é agredido com garrafa quebrada e acaba internado em estado gravíssimo no HV
BR-262
PRF aponta “erro” em divulgação de suicídio como causa de acidente com três mortes
POLÍCIA
Presos por sequestro em Ivinhema são identificados na Defron