Menu
Busca quarta, 20 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

“Transparência” causa discussão acalorada entre vereadores

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

19 junho 2019 - 00h04

Agência – Há quase dois anos sem agência para atender suas demandas publicitárias, a prefeitura publicou a lista com os 12 nomes que serão sorteados no dia 28 de junho para compor a subcomissão técnica e atuar na análise e julgamento da empresa responsável pelas peças do Município. 

Mais agência – Entre os que se propuseram a participar do processo, cinco nomes inscritos possuem vínculo funcional ou contratual com a prefeitura e sete sem nenhuma ligação com o Município. 

Reunião – A violência nas aldeias de Dourados será tema de reunião envolvendo o Ministério Público Federal, governo estadual e líderes indígenas no dia 26 de junho. A medida foi tomada durante encontro realizado na tarde de segunda-feira em Campo Grande. 

Segurança – A pauta principal da reunião será a ausência de segurança pública na região, em ações preventivas e repressivas. Atualmente as aldeias de Dourados vêm sendo ‘consumidas’ pelo álcool e drogas, refletindo numa violência desenfreada entre os indígenas. 

Esquentou – Clima ficou tenso entre os vereadores Maurício Lemes (PSB) e Madson Valente (DEM) na sessão de segunda-feira da Câmara, após Lemes pedir ‘vistas’ do projeto de autoria da vereadora Daniela Hall (PSD), que prevê a divulgação dos alunos matriculados nas creches de Dourados. No entender do parlamentar, a medida pode causar exposição desnecessária às crianças. 

Transparência – Ao discutir o pedido feito pelo colega, o democrata afirmou que a intenção da proposta é dar transparência ao número de vagas e não expor crianças. Madson ainda sugeriu intenção do governo municipal em ‘camuflar vagas’. “É ridícula essa sua justificativa, nós temos que dar transparência em todos os processos públicos”. 

Retrucou – Incomodado, Maurício questionou Madson se ele havia prestado atenção enquanto falava. “Eu falei que o pedido de vistas é uma maneira de fazermos isso [debate sobre o projeto] de uma forma mais correta possível. Então, o senhor por favor, não troque minhas palavras”, respondeu o parlamentar do PSB. 

Finalizou – Ao fim da discussão, Madson disse estar convicto que o pedido de Lemes é uma manobra do governo municipal para evitar que haja transparência. “No seu governo, isso [transparência] não é uma característica”, disse. Maurício faz parte da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) na Câmara e, ao fim do embate, a autora do projeto aceitou o pedido feito por ele.

Troca – Edição de ontem do Diário Oficial da União trouxe troca na chefia da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste). Sai Marcos Henrique Derzi Wasilewski, nome indicado pelo ex-senador Pedro Chaves (PRB) desde o ano passado e entra Nelson Vieira Fraga Filho, que atuou como assessor técnico do ex-senador Waldemir Moka (MDB).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aguardando filiação de Délia, Delcídio começa a traçar estratégia do PTB para 2020
Com salários defasados, servidores vão à Câmara por aumento no “teto” do Município
Deputado federal volta a atacar parlamentares da Assembleia de MS
Deputados do PT e PSL votam juntos em MS
Novo bloco formado na Câmara já tem cinco vereadores

Mais Lidas

ESTELIONATO
Suspeita de aplicar golpes em Dourados é presa na Paraíba
OPERAÇÃO PATRON
Dono de loja de importados na fronteira também é alvo de operação
DOURADOS
Nove homens acusados pela morte de interno da PED vão a júri nesta quarta
RIO BRILHANTE
Vítima de acidente em rodovia morre em hospital de Dourados