Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

“Transparência” causa discussão acalorada entre vereadores

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

19 junho 2019 - 00h04

Agência – Há quase dois anos sem agência para atender suas demandas publicitárias, a prefeitura publicou a lista com os 12 nomes que serão sorteados no dia 28 de junho para compor a subcomissão técnica e atuar na análise e julgamento da empresa responsável pelas peças do Município. 

Mais agência – Entre os que se propuseram a participar do processo, cinco nomes inscritos possuem vínculo funcional ou contratual com a prefeitura e sete sem nenhuma ligação com o Município. 

Reunião – A violência nas aldeias de Dourados será tema de reunião envolvendo o Ministério Público Federal, governo estadual e líderes indígenas no dia 26 de junho. A medida foi tomada durante encontro realizado na tarde de segunda-feira em Campo Grande. 

Segurança – A pauta principal da reunião será a ausência de segurança pública na região, em ações preventivas e repressivas. Atualmente as aldeias de Dourados vêm sendo ‘consumidas’ pelo álcool e drogas, refletindo numa violência desenfreada entre os indígenas. 

Esquentou – Clima ficou tenso entre os vereadores Maurício Lemes (PSB) e Madson Valente (DEM) na sessão de segunda-feira da Câmara, após Lemes pedir ‘vistas’ do projeto de autoria da vereadora Daniela Hall (PSD), que prevê a divulgação dos alunos matriculados nas creches de Dourados. No entender do parlamentar, a medida pode causar exposição desnecessária às crianças. 

Transparência – Ao discutir o pedido feito pelo colega, o democrata afirmou que a intenção da proposta é dar transparência ao número de vagas e não expor crianças. Madson ainda sugeriu intenção do governo municipal em ‘camuflar vagas’. “É ridícula essa sua justificativa, nós temos que dar transparência em todos os processos públicos”. 

Retrucou – Incomodado, Maurício questionou Madson se ele havia prestado atenção enquanto falava. “Eu falei que o pedido de vistas é uma maneira de fazermos isso [debate sobre o projeto] de uma forma mais correta possível. Então, o senhor por favor, não troque minhas palavras”, respondeu o parlamentar do PSB. 

Finalizou – Ao fim da discussão, Madson disse estar convicto que o pedido de Lemes é uma manobra do governo municipal para evitar que haja transparência. “No seu governo, isso [transparência] não é uma característica”, disse. Maurício faz parte da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) na Câmara e, ao fim do embate, a autora do projeto aceitou o pedido feito por ele.

Troca – Edição de ontem do Diário Oficial da União trouxe troca na chefia da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste). Sai Marcos Henrique Derzi Wasilewski, nome indicado pelo ex-senador Pedro Chaves (PRB) desde o ano passado e entra Nelson Vieira Fraga Filho, que atuou como assessor técnico do ex-senador Waldemir Moka (MDB).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Reunião para tratar cortes no aeroporto tem ‘sessão nostalgia’
Deputados federais de MS custaram mais de R$ 5,7 milhões em 2019
MP nega arquivamento de Inquérito que apura falta de médicos nos postos de saúde
Derrotado nas urnas em 2016 cuidará de departamento em Dourados
De olho na prefeitura, deputado diz que não há convite do DEM a Délia

Mais Lidas

DOURADOS
Homem morre após bater moto em carro parado na Marcelino Pires
AMAMBAI
Morto a tiros em frente a conveniência era 'braço direito' de Jarvis Pavão
RIBAS DO RIO PARDO
Avô e neta morrem após caminhonete bater de frente em carreta
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163