Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

TAC obriga postos a doarem combustível em Dourados após aumento abusivo

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

14 junho 2019 - 00h04

TAC – Não passou impune o exagero de alguns postos de Dourados que elevaram os preços dos combustíveis durante a greve dos caminhoneiros, ocorrida no ano passado em todo o Brasil. Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), foi proposto pelo promotor Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior, da 10ª Promotoria, e assinado entre três estabelecimentos e o Ministério Público Estadual. 

Compromisso – Entre o acordo firmado dentro do Inquérito Civil número 06.2018.00001550-8 está o não aumento injustificável e arbitrário nos preços dos litros do álcool, diesel e gasolina em caso de novo movimento paredista, sujeito a multa, além da disponibilização de 100 litros – divididos em 10 requisições – de gasolina ou diesel a entidades sociais pré-estabelecidas. 

Absurdo – Na época da greve dos caminhoneiros, houve escassez de combustíveis em Dourados e os valores repassados à população pelos comerciantes ficaram muito acima do praticado no mercado naquela época. A medida soou como oportunismo por parte do empresariado do ramo. 

Diploma – Também é investigado no Ministério Público Estadual em Dourados, denúncia sobre um suposto provimento ilegal de cargo público, mediante a ausência de títulos para comissionados exercerem determinada função. A representação feito no final do ano passado se transformou em notícia de fato na 16ª Promotoria e corre agora em segredo de justiça. 

Manifesto – Trabalhadores de vários setores e estudantes universitários realizam hoje mais um ato em protesto contra as medidas propostas pelo governo Jair Bolsonaro (PSL), como a Reforma da Previdência e os cortes na educação. Está agendada panfletagem na região central às 8h e uma passeata, às 14h, com concentração em frente ao prédio central do INSS, na avenida Weimar Gonçalves Torres. 

Suspiro – A prefeitura de Dourados mostra tentar a última cartada de recuperar não só financeiramente, como também a credibilidade da Funsaud com a intervenção decretada ontem pela prefeita Délia Razuk (PR). A Fundação foi alvo de operação da Polícia Federal em fevereiro e faz parte do noticiário por várias irregularidades cometidas no passado recente. 

“FIMsaud” – Porém, todo esse ‘esforço’ mostrado para tentar por a ‘casa em ordem’ é o primeiro passo para acabar de vez com a Fundação, criada em 2014 ainda na gestão de Murilo Zauith (PSB) para administrar o Hospital da Vida e a UPA, devolvendo as duas unidades à Secretaria de Saúde.

Buracão – Foram quase 70 dias para que se iniciasse a obra de recuperação da avenida Presidente Vargas e mais 90 dias até o final dela, conforme estimado totalizando quase seis meses de interdição no trecho. Prejuízo e ano praticamente perdido aos comerciantes da região, que viram, com o desvio do tráfego, perda de movimentação em seus estabelecimentos. 

Comando – O PSD deve oficializar amanhã de manhã o novo presidente do diretório regional da legenda. O senador Nelsinho Trad deve colocado comando do partido. O evento está agendado para as 10h, na Capital.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assembleia vê novo ‘bate-boca’ entre PT e PSL
MS só receberá mais que DF, SC e RR em rateio do pré-sal
Vereadores se revezam na Câmara enquanto aguardam a Justiça
Favorável a ampliação enquanto vereadora, Délia agora quer diminuir perímetro urbano
Relacionamento entre correligionários é cada vez pior

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado tomba veículo na Joaquim Teixeira Alves
DOURADOS
Além de droga, pente-fino na PED encontrou cachaça, roteador de internet e ‘sky gato’
DOURADOS
Alvo de furtos e abusos no trânsito, avenida passa a ser monitorada por câmeras
DOURADOS
Prefeitura abre licitação para vender folha de pagamento do funcionalismo