Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

TAC obriga postos a doarem combustível em Dourados após aumento abusivo

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

14 junho 2019 - 00h04

TAC – Não passou impune o exagero de alguns postos de Dourados que elevaram os preços dos combustíveis durante a greve dos caminhoneiros, ocorrida no ano passado em todo o Brasil. Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), foi proposto pelo promotor Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior, da 10ª Promotoria, e assinado entre três estabelecimentos e o Ministério Público Estadual. 

Compromisso – Entre o acordo firmado dentro do Inquérito Civil número 06.2018.00001550-8 está o não aumento injustificável e arbitrário nos preços dos litros do álcool, diesel e gasolina em caso de novo movimento paredista, sujeito a multa, além da disponibilização de 100 litros – divididos em 10 requisições – de gasolina ou diesel a entidades sociais pré-estabelecidas. 

Absurdo – Na época da greve dos caminhoneiros, houve escassez de combustíveis em Dourados e os valores repassados à população pelos comerciantes ficaram muito acima do praticado no mercado naquela época. A medida soou como oportunismo por parte do empresariado do ramo. 

Diploma – Também é investigado no Ministério Público Estadual em Dourados, denúncia sobre um suposto provimento ilegal de cargo público, mediante a ausência de títulos para comissionados exercerem determinada função. A representação feito no final do ano passado se transformou em notícia de fato na 16ª Promotoria e corre agora em segredo de justiça. 

Manifesto – Trabalhadores de vários setores e estudantes universitários realizam hoje mais um ato em protesto contra as medidas propostas pelo governo Jair Bolsonaro (PSL), como a Reforma da Previdência e os cortes na educação. Está agendada panfletagem na região central às 8h e uma passeata, às 14h, com concentração em frente ao prédio central do INSS, na avenida Weimar Gonçalves Torres. 

Suspiro – A prefeitura de Dourados mostra tentar a última cartada de recuperar não só financeiramente, como também a credibilidade da Funsaud com a intervenção decretada ontem pela prefeita Délia Razuk (PR). A Fundação foi alvo de operação da Polícia Federal em fevereiro e faz parte do noticiário por várias irregularidades cometidas no passado recente. 

“FIMsaud” – Porém, todo esse ‘esforço’ mostrado para tentar por a ‘casa em ordem’ é o primeiro passo para acabar de vez com a Fundação, criada em 2014 ainda na gestão de Murilo Zauith (PSB) para administrar o Hospital da Vida e a UPA, devolvendo as duas unidades à Secretaria de Saúde.

Buracão – Foram quase 70 dias para que se iniciasse a obra de recuperação da avenida Presidente Vargas e mais 90 dias até o final dela, conforme estimado totalizando quase seis meses de interdição no trecho. Prejuízo e ano praticamente perdido aos comerciantes da região, que viram, com o desvio do tráfego, perda de movimentação em seus estabelecimentos. 

Comando – O PSD deve oficializar amanhã de manhã o novo presidente do diretório regional da legenda. O senador Nelsinho Trad deve colocado comando do partido. O evento está agendado para as 10h, na Capital.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputados federais de MS custaram mais de R$ 5,7 milhões em 2019
MP nega arquivamento de Inquérito que apura falta de médicos nos postos de saúde
Derrotado nas urnas em 2016 cuidará de departamento em Dourados
De olho na prefeitura, deputado diz que não há convite do DEM a Délia
Com reforma ainda no papel, município enfrenta insatisfação de servidores

Mais Lidas

FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
DOURADOS
Delegado encerra Inquérito e aguarda perícia para saber se tiro que matou bioquímico foi acidental
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
FRONTEIRA
Suspeito de ter matado homem encontrado boiando em rio é preso