Menu
Busca segunda, 19 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Servidores fazem pressão por CPI na Funsaud

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

14 agosto 2019 - 00h04

Naufragou – A CPI da Funsaud, proposta pela vereadora Daniela Hall (PSD) na sessão de segunda-feira, pode não ‘vingar’. Para ser analisada em plenário, são necessárias sete assinaturas do requerimento e apenas cinco se propuseram a pedir a abertura da ‘caixa preta’ da autarquia que comanda a UPA e o Hospital da Vida. 

Menos um – Outro fator que deixa a proposta da parlamentar mais longe de se concretizar está relacionada à perda de uma aliada. Com o retorno de Braz Melo (PSC) ao cargo após publicação do acórdão, a vereadora Lia Nogueira (PL), uma das que assinaram o documento, deixará o cargo. 

Cobrança – Ontem, grupo de servidores da Fundação encaminhou para cada um dos parlamentares douradenses, via whatsapp, um pedido para que avaliem o requerimento para se instaurar a Comissão. 

Magoou – Antes de anunciar o pedido de abertura da CPI da Funsaud, Daniela fez questão de chamar o vereador Bebeto, líder da prefeita Délia Razuk (sem partido) na Câmara, a retomar seu lugar no plenário. Minutos depois, o parlamentar usou o microfone da Casa para reprovar a atitude da colega pela exposição. 

Popularidade? – Ainda durante a sessão de segunda, servidores públicos que lotaram as galerias da Casa ecoaram gritos de ‘fora Délia’, em protesto contra o escalonamento e fatiamento dos salários do funcionalismo. 

Investigação – O Conselho Superior do Ministério Público Estadual colocou em pauta, para análise no dia 20 de agosto, o Inquérito Civil de 2018 que apura irregularidades nas cedências de servidores da prefeitura de Dourados para outros órgãos ou entidades públicas.

Mudança – A Câmara de Dourados mudou o membro da comissão de acompanhamento da negociação do contrato de abastecimento de água e saneamento básico entre a prefeitura e a Sanesul. Sai Madson Valente (DEM) e entra o vereador Sérgio Nogueira (PSDB). 

Justificativa – A troca de parlamentares se dá pelo vínculo de Madson com a estatal. Já os nomes do presidente e vice, Elias Ishy (PT) e Maurício Lemes (PSB), respectivamente, continuam os mesmos. 

Retorno – Braz Melo (PSC) estava animado na manhã de ontem, horas após a publicação do acórdão que lhe garante o retorno do mandato na Câmara de Dourados. Em entrevista ao Dourados News, chegou a brincar, afirmando estar com a ‘roupa de gala’ pronta para quando reassumir o posto. 

Paralisação – Escolas da Rede Municipal de Ensino começam hoje a trabalhar com expediente reduzido em Dourados. A decisão, tomada em Assembleia na semana passada, ocorre por conta do ‘fatiamento’ dos salários do mês de julho. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Volta de ‘afastados’ deve salvar Júnior Rodrigues de cassação
Deputado ‘culpa’ PCCR por caos econômico em Dourados
Vereador “cola” em diretor durante evento para sondar decreto
Servidores fazem pressão por CPI na Funsaud
Quase um mês após pedido de demissão, Délia não encontra substituto para Upiran

Mais Lidas

DOURADOS
Homem tem residência visitada por bandido e carro furtado
POLÍCIA
Homem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
ACIDENTE
Carro na contramão bate em van da banda Sampa Crew e deixa 1 morto e vários feridos
DOURADOS
Polícia investiga causas de acidente com morte na BR-163