Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Senadora volta a “ignorar” correligionários e mantém exposto racha no PSL de MS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

09 outubro 2019 - 00h04

Ausência – Mais uma vez os vereadores Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB) se ausentaram e não participaram de sessão na Câmara de Dourados. É a segunda semana em que ambos deixam de comparecer à Casa de Leis desde que retomaram o mandato na Justiça. 

Igualmente – O mesmo tende a acontecer com o retorno de Idenor Machado (PSDB), empossado ontem de manhã para dar continuidade ao seu mandato. Sem que haja um esclarecimento judicial sobre as medidas cautelares impostas aos três parlamentares, investigados por suspeita de participação em esquema de corrupção no local, o trio deve ficar ausente por mais tempo. 

Dificuldade – Como por determinação da Justiça os vereadores não podem se aproximar entre eles e nem de testemunhas arroladas no processo da Operação Cifra Negra, ficam ausentes desses encontros e, além de atrapalhar andamento de projetos e o trabalho do legislativo local, deixa também prejuízo ao cofre público, principalmente pelo fato dos três receberem seus salários praticamente sem comparecer à Câmara.  

Rebateram – Os vereadores Madson Valente (DEM) e Olavo Sul (Patriota) rebateram na sessão de segunda-feira a fala do deputado estadual Neno Razuk (PTB), realizada na semana passada, citando ambos de participarem do bloqueio na MS-156, em protesto pela falta de transporte a indígenas universitários. Na ocasião, uma criança morreu e a mãe alegou que membros da intervenção impediram o socorro de passar. 

Distintos – Madson desabafou sobre o caso, mas não citou em sua fala o nome do parlamentar, filho da prefeita Délia Razuk. Já Olavo disse que perdoava o deputado pela ‘atitude incoerente, falta de preparo e acusação infeliz’.  

Racha – Publicação da senadora Soraya Thronicke (PSL) na rede social ignorou mais uma vez os correligionários Coronel Davi (deputado estadual) e Luiz Ovando (federal). No ‘aniversário’ de um ano do pleito que elegeu ela e outros quatro parlamentares do partido em MS, citou apenas os deputados federal Loester Trutis e estadual Capitão Contar para agradecer aos eleitores.

Estrela – A prefeita Délia Razuk foi bastante concorrida após ato político na abertura oficial da programação do Outubro Rosa, ontem pela manhã, na Clínica de Atendimento à Mulher, a ponto de deixar o palestrante do dia, o fisioterapeuta Patrick Jean Barbosa Salles, em segundo plano. Depois da fala da chefe do Executivo, dezenas de servidores e participantes a cercaram para fotos e cumprimentos, atrapalhando o andamento do evento. 

Retorno – Pouco mais de 10 dias após ver pai e irmão presos dentro das investigações que resultaram na Operação Ormetà, o deputado estadual Jamilson Name (PDT) voltou a participar das sessões da Assembleia Legislativa. Ontem ele esteve no plenário, porém, não levou a situação pessoal à tribuna. 

Adjunto – Após a exoneração de Vagner da Silva Costa, no dia 27 de setembro, a prefeita Délia Razuk nomeou na segunda-feira o médico Gecimar Teixeira Junior para ocupar o cargo de secretário-adjunto da Saúde Municipal. A publicação foi divulgada na edição de ontem do Diário Oficial do Município.

Descontração – Enquanto aguardava a chegada de Idenor Machado (PSDB) na Câmara, grupo que se aglomerava em frente à procuradoria da Casa assistia ao vereador Sérgio Nogueira (PSDB) discursando a crianças no plenário. Em determinado momento, um deles comentou estar o parlamentar acreditando no futuro do país, mas foi retrucado, em tom de brincadeira pelo presidente municipal do PSDB, Valdenir Machado, irmão de Idenor, dizendo que Sérgio, na verdade, fazia campanha, arrancando gargalhada dos presentes. 

*Com colaboração de André Bento e Vinicios Araújo

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Magoado, deputado sai de grupo e se isola na AL
Falta de cuidados em três terrenos leva prefeitura ser multada pelo CCZ
Com caso em investigação, deputado elege culpados por suposto atentado
Antes de motim, MP abriu procedimento para acompanhar políticas públicas na Unei
Deputado “lança” colega à prefeitura em evento com ministra

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia