Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Secretário vai pedir ajuda a vereadores e sai com “orelha quente” da Câmara

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

24 abril 2019 - 00h04

Consenso – Após o ‘racha público’ pela presidência regional do PSDB entre os deputados federais Rose Modesto e Beto Pereira, o partido escolheu o secretário especial de Articulação Política, Sérgio de Paula, para comandar a sigla nos próximos anos. A eleição que oficializará o nome ocorre no dia 4 de maio e a posse no dia seguinte.

Eleições – De Paula terá a missão de organizar e articular o partido para as eleições do ano que vem, principalmente nas maiores cidades do Estado. Na Capital, o primeiro ‘pepino’ a se resolver são as divergências entre candidatura própria tucana ou apoio – já declarado pelo governador Reinaldo Azambuja – à reeleição de Marquinhos Trad (PSD). 

Mais eleições – Em Dourados o PSDB trabalha com alguns nomes, como do deputado estadual Marçal Filho. Porém, existe corrente forte, que inclui o parlamentar, para se trabalhar uma candidatura conjunta e um nome de consenso seria o do vereador Alan Guedes (DEM), conforme mostrado aqui anteriormente, relembre aqui

Escuro – O Ministério Público Estadual transformou em Inquérito Civil o procedimento preparatório que apura problemas enfrentados pelos usuários da MS-156, rodovia que liga Dourados a Itaporã, principalmente em relação a iluminação pública. Estado e a prefeitura de Dourados foram citados para responder pelo fato.  

Câmara – Secretário de Governo, Celso Schuc, saiu da sessão de segunda na Câmara com a ‘orelha quente’. Ao usar a tribuna para pedir apoio aos legisladores, citando a intenção da prefeitura em desafetar algumas áreas públicas para arrecadar e investir no município, acabou ouvindo questionamentos que não soube explicar, a começar pela quantidade e quais bens seriam usados.

Discussão – Ex-deputado federal por MS, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta travou debate acalorado com o deputado federal por MT, Wilson Santos (PSDB), durante encontro ocorrido na manhã de ontem visando solucionar a crise financeira da Santa Casa de Cuiabá (MT). 

Dinheiro – Durante o encontro, o ministro foi claro ao dizer que a União só injetará dinheiro no hospital do Estado localizado ao Norte com planejamento. “Aquela fase do quero dinheiro me dá aí, sem um impacto, sem planejamento, sem um plano, onde nós vamos chegar com o gasto público?”, e ainda citou a situação da Santa Casa de Campo Grande, “também me pede, quer recurso, quer recurso”. 

CCJ – Único parlamentar de MS titular na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) na Câmara dos Deputados, Fábio Trad (PSD), vota pela aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Reforma da Previdência. 

Investimento – Enquanto o a novela das obras do Aeroporto Francisco de Matos Pereira, em Dourados, continua em seu capítulo inicial, o aeroporto de Bonito recebe investimentos do governo federal e do Estado, podendo em pouco tempo, aumentar a oferta de voos àquela região. 

Posse – Será empossado hoje como presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), o procurador-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Paulo Cezar dos Passos. O evento será em Campo Grande e contará com a presença da procuradora-Geral da República, Raquel Dodge. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relator e presidente de processante vão contra a própria decisão
Após salvar investigados de cassação, base deve votar pela perda de mandato de Idenor
Relação entre vereadores “azeda” após absolvições e oposição estuda CPI com relatórios da CGU
Pepa e Idenor devem ter o mesmo destino de Cirilo: absolvição
Pepa e Cirilo serão absolvidos por quem?

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação