Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Quando deve ser indicado um suplemento alimentar?

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

20 janeiro 2019 - 23h03

A suplementação é muito utilizada por atletas de alto rendimento e pessoas que praticam exercícios físicos regularmente, com um gasto maior de energia e calorias durante o dia. Como os atletas passam a maior parte do dia treinando, muitas vezes só com as refeições “comuns” (café, lanches, almoço e jantar) não conseguimos oferecer todos os nutrientes necessários. Por isso usamos os suplementos para complementar a alimentação base e atingir as quantidades de nutrientes que eles precisam.

A principal função dos suplementos já tem referência no nome: suplementar, ou seja, complementar algum nutriente que esteja faltando na dieta. Existem no mercado diversos tipos de suplementos, como aqueles que fornecem carboidratos e proteínas, vitaminas e minerais. Entretanto, estes mesmos nutrientes estão presentes em alimentos naturais, que podem facilmente suprir a necessidade do corpo.

Concordo que a rotina é corrida e você nem sempre tem tempo para fazer refeições completinhas, com vegetais, frutas, cereais, carnes magras, como manda as recomendações. Está certo também que nem sempre você conta com toda a disposição que gostaria para acordar mais cedo, ir à academia ou mesmo voltar a pé do trabalho. Diante de situações como essas é bem comum que se considere a possibilidade de um recurso extra; algo que venha em compridos ou seja misturável em água e que você consiga engolir ali, rapidinho, antes de uma reunião e, assim, nutrir o seu corpo. Mas essa quase nunca é a solução!

Suplementos alimentares não são baratos e, de acordo com o Ministério da Saúde, só têm efeito benéfico comprovado quando a necessidade do seu consumo é real. Portanto, fazer uso indiscriminado é uma ótima maneira de jogar dinheiro fora.

Portanto, se os suplementos forem consumidos da forma errada, podem acarretar problemas nas funções dos rins e do coração. Outros efeitos indesejados são o suor excessivo, insônia, dor e cansaço e aceleração do batimento cardíaco. Também é possível que ocorra ganho excessivo de peso, principalmente quando a pessoa toma o suplemento e não faz exercícios o suficiente para queimar toda a energia consumida. O mesmo acontece se a pessoa consumir os suplementos sem mudar a dieta (o consumo de calorias só aumenta).

Lembre-se: No caso da suplementação, apenas as pessoas que estejam sendo acompanhadas por um médico ou nutricionista devem suplementar a alimentação. E com a comunicação entre o profissional de educação física e esses profissionais de saúde, os resultados podem ser ainda melhores, mais rápidos e, principalmente, com mais segurança.

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Associação entre exposição materna a inseticidas e autismo em crianças
Não acredite em tudo que você lê sobre nutrição
A alimentação ajuda no tratamento da dengue
O que comer para aumentar a produção do leite materno?
Como suas emoções podem interferir no emagrecimento?

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia prende dois e acaba com "tribunal” que poderia resultar em morte no Canaã I
DOURADOS
Corpo desovado no IV Plano é de homem que matou e jogou mulher dentro de poço há 6 anos
VIOLÊNCIA
Corpo é encontrado ‘ensacado’ em Dourados
DOURADOS
Homem foi espancado e enrolado em lençóis antes do corpo ser desovado no IV Plano