Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Proposta de CPI continua gerando polêmica

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

06 novembro 2019 - 00h04

Atestado – Mesmo após passar toda a manhã de segunda-feira em atividades na Câmara de Dourados, o vereador Idenor Machado (PSDB) justificou a ausência na sessão de horas depois com um atestado médico de dois dias. Com isso, o parlamentar consegue abonar a falta na Casa e receber normalmente o pagamento no final do mês.

Revezamento – Assim como Idenor, Cirilo Ramão (MDB) também não participou da sessão. Dos três investigados na Operação Cifra Negra e que retomaram recentemente o mandato, foi a vez de Pedro Pepa (DEM) aparecer, mantendo assim o revezamento entre o grupo. 

Arquivamento – Inquérito Civil que apura suspeita de negligência, por parte do município de Dourados, no fornecimento de dieta nutricional regular aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) deve ser arquivado pelo Ministério Público. O processo está pautado para reunião do Conselho Superior para a próxima terça-feira. 

Cult – Potencial candidato à prefeitura de Campo Grande, o presidente estadual do PTB, ex-senador Delcídio do Amaral, usou as redes sociais para indicar música a seus seguidores. Amante do rock, publicitou link do álbum ‘Colorado’, lançado por Neil Young. “Não deixe de incluir esse disco nos seus favoritos se você é um bom roqueiro como eu”, escreveu.

Dourados – Por falar em PTB, ainda não há a definição de data para o ato de filiação oficial da prefeita Délia Razuk ao partido. Ela deixou o PL – antigo PR – em julho e até o momento continua sem legenda. 

Nostalgia – Ex-vereadores entre os anos de 1997 e 2000 se reunirão em Dourados no dia 22 de novembro para relembrar os tempos de parlamento. O encontro ocorre na casa da ex-presidente da Câmara, Bela Barros, e terá a presença do atual legislador, Braz Melo (PSC), prefeito na época. 

Repercute – Continua dando o que falar a proposta do deputado estadual Capitão Contar para a criação da CPI da Energisa na Assembleia de MS. Após desabafos contrários de Zé Teixeira (DEM) e Lídio Lopes (Patriota), foi a vez de José Carlos Barbosa, o ‘Barbosinha’ (DEM), dizer que a medida não possui um fato determinado a ser investigado pelos parlamentares. 

Agressivo – Na tribuna, ele disse que o aumento dos preços nas contas cobradas pela concessionária – que seria um dos objetos a ser investigado -, está ligado ao consumo da população, conforme relatado pela Aneel no início do ano. Em seguida o democrata disparou: “esse discurso é para enganar eleitor, para colocar em redes sociais”. 

Comissão – Ainda na Assembleia de Mato Grosso do Sul, os deputados criaram na sessão de ontem uma Comissão de Ética para apurar a conduta dos parlamentares na Casa e sugerir penalidades. Neno Razuk (PTB), Coronel Davi (PSL), Pedro Kemp (PT), Barbosinha (DEM) e Felipe Orro (PSDB), fazem parte do grupo. 

Anticrime – Grupo de empresários de Dourados contratou 15 espaços em outdoors para espalhar pela cidade apoio à lei anticrime criada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, tramitando no Congresso Nacional. Ato está agendado às 14h em um dos pontos, em frente ao Fórum, no cruzamento da avenida Presidente Vargas com a rua Antônio Emílio de Figueiredo. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assembleia proíbe deputados candidatos de fazer campanha durante sessões
‘Santinhos virtuais’ começam a tomar espaço nas redes sociais
Maiores colégios eleitorais de MS concentram mais de 10% dos candidatos às prefeituras
Campanha ‘tiro curto’ tem início na eleição do ‘novo normal’
Internado com coronavírus, deputado liga do hospital para colega de Casa

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h