Menu
Busca sábado, 16 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Pretensos candidatos à prefeitura, deputados ficam fora de palanque durante desfile

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

09 setembro 2019 - 00h04

Cornetada – Profissionais de enfermagem que foram ao Ministério Público Estadual na manhã de sexta reclamar o atraso salarial por parte da prefeitura de Dourados aproveitaram para ‘cornetar’ a atual administração. “Além dos salários, faltam ainda insumos e outras coisas básicas na saúde”, disse um deles. 

Troca – O Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) trocou de comando na sexta-feira, conforme publicado no Diário Oficial do Estado. Sai o engenheiro agrônomo Ricardo Eboli e assume o posto em seu lugar, o turismólogo André Borges Barros de Araújo.

Aéreas – A partir de março do ano que vem, Dourados terá pelo menos cinco voos diários com destino aos três principais aeroportos de São Paulo. Além dos dois da Azul que já operam com destino a Viracopos-Campinas, a Passaredo retoma seus trabalhos na cidade após três anos, no final de outubro, com dois horários até Congonhas e a Gol passa a atender com um, em Guarulhos. 

Poder público – Com a ampliação das opções, os preços dos bilhetes tendem a baixar e a movimentação no Aeroporto Francisco de Matos Pereira triplicar por conta da demanda da região. Faltará então o poder público realmente fazer a parte dele e tirar do papel as tão sonhadas obras de ampliação da pista e do terminal de passageiros, que há anos são vistas apenas em promessas. 

Mudança – Previsto para começar as 8h, o desfile cívico de 7 de setembro, em Dourados, foi antecipado em 30 minutos, pegando muita gente de surpresa. Aqueles que pretendiam, por exemplo, ver a apresentação do Exército, sempre o primeiro a passar, acabaram frustrados. 

Protestos – Como no ano passado, não houve aglomeração de manifestantes em frente ao palanque das autoridades durante o desfile. No alto da estrutura montada, a prefeita Délia Razuk (sem partido) assistiu as apresentações tranquilamente ao lado do presidente da Câmara, Alan Guedes (DEM). 

Excluídos – As manifestações ficaram por conta do Grito dos Excluídos, que capitaneado por movimentos sindicais e sociais, realizaram duras críticas aos governos municipal, estadual e federal. 

Zarpou – A prefeita Délia Razuk não aguardou a chegada dos manifestantes que participavam do grito dos excluídos e deixou o palco, a exemplo do que ocorreu em 2017. O fato gerou críticas e até gritos de ‘Fora Délia!’. 

Pretensos – Os três deputados estaduais cogitados à disputa da prefeitura de Dourados nas eleições do ano que vem, Renato Câmara (MDB), Marçal Filho (PSDB) e José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM), não subiram ao palanque de autoridades montado na Praça Antônio João para acompanhar o desfile. 

Live – Do alto do edifício Adelina Rigoti, onde está instalada a 94FM, Marçal aproveitou a pequena folga durante a apresentação de seu programa matinal e fez uma transmissão ao vivo da movimentação das entidades que desfilavam pela Marcelino Pires. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputados do PT e PSL votam juntos em MS
Novo bloco formado na Câmara já tem cinco vereadores
Escudeiro fiel, Marun diz que ainda tem falado com Temer
CPI que gerou polêmica pode ser instaurada ainda esta semana
Debutantes na AL e Congresso travam ‘arranca-rabo’ virtual

Mais Lidas

MARACAJU
Homem tenta fugir da polícia, capota carro com quase 1t de maconha e morre
DOURADOS
Vítima persegue suspeitos e homem é preso acusado de furto
INFORME PUBLICITÁRIO
‘Senhoritta’ terá feijoada na telha para 4 pessoas com chopp e caipirinha em dobro no feriado
CAMPO GRANDE
Mulheres fecham terminal e Guarda Municipal usa spray de pimenta para conter protesto