Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Prefeitura de Itaporã resolve problema de indígenas de Dourados

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

04 outubro 2019 - 00h04

Acessos – Dourados viveu bloqueios em pontos extremos na mesma rodovia durante a quinta-feira. Na parte Sul da MS-156, moradores pediam segurança no trânsito pesado da região, enquanto ao Norte, indígenas permaneciam com o fechamento da via em protesto pela falta de transporte aos universitários. 

Diálogo – Apesar de se basear na não obrigação de conceder aos acadêmicos o transporte, mesmo diante de lei municipal autorizando tal medida, a prefeitura só buscou o diálogo com os manifestantes na tarde de ontem após a administração municipal da vizinha Itaporã se posicionar. Resultado, a via foi liberada após quase 60h de interrupção de tráfego.

Acordo – Como parte da negociação na via, a prefeitura de Itaporã disponibilizará ônibus aos estudantes até que a situação em Dourados se normalize. Nesta sexta, reuniões estão agendadas no CAM (Centro Administrativo Municipal) e no MPE (Ministério Público Estadual).

Guaicurus – Já na região Sul do município, chamou a atenção durante o protesto na manhã de ontem o fato dos vereadores Olavo Sul (Patriota) e Daniela Hall (PSD), levantarem faixa em meio a populares, cobrando, justamente, as autoridades. Eles, como representantes do povo, deveriam realizar encaminhamentos os viáveis e necessários para o local.

Distrito – Proposta apresentada pelo vereador Madson Valente (DEM) na tentativa de solucionar os problemas nas emissões de alvarás nos distritos de Dourados estaria causando certa ‘ciumeira’ em integrantes da base aliada da prefeita Délia Razuk, conforme informou pessoa com trânsito fácil pelo poder público. O parlamentar deve colocar o projeto em pauta nas próximas semanas. 

Tributação – Na Assembleia, deputados estariam preocupados com a ‘rádio peão’ circulando pelos corredores da Casa sobre o encaminhamento, por parte do Executivo, de projeto reajustando a alíquota de recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço).      

Eleições – Com alguns parlamentares visando a disputa pelo Executivo nas eleições municipais do ano que vem, o debate interno é sobre o que essa medida poderá impactar na campanha que se aproxima. 

Silêncio – Se os vereadores responsabilizados pelo deputado estadual Neno Razuk (PTB) de incitar o manifesto indígena na MS-156 esperavam uma retratação do parlamentar na sessão de ontem da Assembleia, ela não aconteceu. 

Facultativo – Enquanto a prefeitura de Dourados não se manifesta sobre a antecipação ou não do ponto facultativo em celebração do Dia do Servidor Público, emendando o feriado de aniversário de Mato Grosso do Sul e Nossa Senhora Aparecida, a Câmara seguiu esse caminho e decretou a próxima quinta-feira, 10 de outubro, como ‘feriado’ aos trabalhadores do local, seguindo o mesmo caminho do governo do Estado. 

Conselho – Ocorre no domingo as eleições para escolha de conselheiros tutelares em todo o país. Em Dourados, são 30 candidatos na disputa por 10 vagas para os dois conselhos existentes no município. A votação será na escola estadual Castro Alves, no domingo (6), entre as 8h e 17h.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Favorável a ampliação enquanto vereadora, Délia agora quer diminuir perímetro urbano
Relacionamento entre correligionários é cada vez pior
Sugestão de secretário pega mal dentro da prefeitura
Senadora volta a “ignorar” correligionários e mantém exposto racha no PSL de MS
Eleição para conselheiro tutelar tem tumulto e vereador hostilizado

Mais Lidas

DOURADOS
Comandante da Guarda manda recolher modelos de espingardas que causaram morte de homem
CORUMBÁ
Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes
DOURADOS
Homem é espancado por grupo no Centro durante roubo
PEDRO JUAN
Motorista de aplicativo é morto com 15 tiros na fronteira