Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

PF na cola de ex-candidata suspeita de ser 'laranja'

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

24 maio 2019 - 00h04

Coaf – Da bancada sul-mato-grossense na Câmara dos Deputados, três parlamentares votaram pelo retorno do Coaf (Conselho de Controle de Atividade Financeira) ao Ministério da Economia. Bia Cavassa (PSDB), Vander Loubet (PT) e Beto Pereira (PSDB) se posicionaram pela retirada do Conselho do Ministério da Justiça.

Favoráveis – Já Dagoberto Nogueira (PDT), Luiz Ovando (PSL), Loester Trutis (PSL), Rose Modesto (PSDB) e Fábio Trad (PSD), se posicionaram pela manutenção do Coaf nas mãos do ministro Sérgio Moro, porém, foram votos vencidos. No placar total da Casa, 228 votos pelo retorno ao Ministério da Economia contra 210 contrários, com quatro abstenções e 70 ausências, além de um parlamentar que deixou de votar.

Polemizou – Conhecido nesses primeiros meses de mandato por suas polêmicas, Loester Trutis atacou colegas da bancada do PT e PSDB após a votação. “Sempre disse que PT e PSDB são irmãos gêmeos separados no nascimento. Tá aí, votaram contra o Coaf, órgão que fiscaliza as movimentações financeiras suspeitas, ficar no ministério da justiça com ministro Moro. Será que tem algum motivo?”, postou em suas redes sociais anexando a imagem de como os parlamentares de MS opinaram. 

‘Braço’ – Inquérito aberto pelo Ministério Público Estadual, em Deodápolis, apura suposto esquema de superfaturamento em contrato firmado entre a Câmara local e a Jaison Coutinho – ME, empresa alvo da Operação Cifra Negra, desencadeada em Dourados no final do ano passado. 

Tentáculos – Conforme investigação do MPE, a Jaison Coutinho é um dos ‘tentáculos’ do grupo ‘Quality’ que, além de Dourados e Deodápolis, mantém contratos firmados com outras Casas de Leis e prefeituras em território sul-mato-grossense. 

Manifestações – Fica a expectativa, para o final de semana, sobre o ato convocado por simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no que diz respeito aos pacotes apresentados por ele nesse início de governo. Reforma da Previdência, Administrativa e o pacote anticrime. A maior mobilização em MS é aguardada em Campo Grande. 

Laranja – A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão ontem em Campo Grande como parte das investigações contra candidata a deputada estadual nas eleições passadas, Gilsienny Arce Munhoz, a Gilsy Arce (PRB). A suspeita é que ela tenha sido usada como ‘laranja’ no pleito e fraudado a prestação de contas à Justiça Eleitoral. 

Dinheirama – A então candidata, conforme mostrado pelo Dourados News em fevereiro, recebeu do PRB, valor de R$ 761.589,50 para ser gasto na campanha, que terminou com apenas 491 votos. O maior gasto dela informado durante o período eleitoral foi com pessoal, chegando a R$ 361 mil.   

Material – A prefeitura de Dourados iniciou ao longo da semana, já na metade do segundo bimestre, a entrega do kit escolar aos alunos da Rede Municipal de Ensino. A Secretaria de Educação justificou o atraso a um acidente envolvendo caminhão que transportava os materiais. 
Agenda – Comitiva composta por parlamentares de MS e outros Estados desembarcam hoje em Dourados para conhecer o Sisfron (Sistema de Monitoramento de Fronteiras). A expectativa é que o grupo chegue por volta das 8h e permaneça pela manhã na Brigada Guaicurus. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro tem início de governo parecido com administração Délia
Temendo futuro, parlamentar pede ajuda a colegas
TAC obriga postos a doarem combustível em Dourados após aumento abusivo
Deputado diz que se aposenta após mandato: “já deixei a vida pública”
Conversas entre Moro e Dallagnol repercutem entre parlamentares de MS

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos
PONTA PORÃ
Mulher grávida é assassinada com 4 tiros na região de fronteira