Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Pepa e Idenor devem ter o mesmo destino de Cirilo: absolvição

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

16 maio 2019 - 00h04

Vistoria – O Ministério Público Estadual recomendou ao Detran-MS, suspensão dos contratos com duas empresas de vistoria veicular que prestam serviço ao órgão. A Focar Vistoria Eireli e a Contato Vistoria. A medida consta no Diário Oficial do MPE e se dá por possíveis irregularidades nessas empresas. 

Brasília – Dois deputados federais por Mato Grosso do Sul foram contrários, na terça-feira, a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar, na Câmara Federal, os cortes de gastos no setor. Loester Trutis e Luiz Ovando (PSL) se posicionaram para não ocorrer a audiência realizada ontem. Bia Cavassa (PSDB) estava ausente, enquanto Rose Modesto (PSDB), Beto Pereira (PSDB), Dagoberto Nogueira (PDT), Fábio Trad (PSD) e Vander Loubet (PT), votaram favoráveis. 

Licitação – O Ministério Público Estadual investiga a denúncia de uma suposta fraude em processo licitatório realizado pela Câmara de Ivinhema na contratação de empresa para realização de concurso público naquela Casa.

Processante – A comissão que apura a denúncia de quebra de decoro parlamentar do vereador afastado Idenor Machado (PSDB), deve esperar ainda a repercussão da sessão de julgamento de Pedro Pepa (DEM), agendada para hoje, às 12h, para encaminhar o parecer à Mesa Diretora da Câmara. 

Segurando – Membro do grupo, o vereador Cido Medeiros (DEM) deixou evidenciado a outros parlamentares que o documento já havia sido assinado por ele na sexta-feira passada, aguardando apenas o relato oficial aos integrantes da Mesa. Preside a comissão o vereador Jânio Miguel (PR) e o relator é Junior Rodrigues (PR).

Apelo – A exemplo do que ocorreu na sessão do dia 7 de maio, quando a servidora pública Denize Portollan (PR) foi cassada, as galerias da Câmara não ficaram totalmente lotadas, ontem, no julgamento de Cirilo Ramão. 

Arquivado – Votaram contra a cassação de Cirilo os vereadores Junior Rodrigues (PR), Jânio Miguel (PR), Bebeto (PR), Carlito do Gás (Patriota), Juarez de Oliveira (MDB) e Maurício Lemes (PSB). Com o resultado da votação, ele acabou absolvido da denúncia de quebra de decoro parlamentar, porém, cabe à Justiça decidir se ele retoma o mandato ou não, já que está afastado. 

Lógica – Seguindo a lógica da votação da noite de ontem, fica claro que Pedro Pepa (DEM) – que passa por julgamento hoje - e Idenor Machado (PSDB), também terão as denúncias arquivadas. Os três foram presos no dia 5 de dezembro por suspeita de integrarem esquema de fraudes em contratos licitatórios na Câmara. 

Presença – Resta saber se os dois farão como Cirilo, que foi à Câmara na noite de ontem e acompanhou de perto o próprio julgamento. Durante a sessão o emedebista ficou ‘escondido’ no canto do plenário.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputado de MS se "assusta" com discurso de colega an Câmara
Agricultura Familiar troca de comando pela 4ª vez em dois anos e meio
Relator e presidente de processante vão contra a própria decisão
Após salvar investigados de cassação, base deve votar pela perda de mandato de Idenor
Relação entre vereadores “azeda” após absolvições e oposição estuda CPI com relatórios da CGU

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
DOURADOS
Tropa de Choque chega à PED após suspeita de túnel e motim