Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

O que nunca te contaram sobre cortar carboidratos

04 fevereiro 2019 - 07h52

Janeiro se foi, rotina voltando ao normal, e o que a maioria das pessoas querem? Colocar a saúde em dia! E normalmente atrelam isso a pratica de atividade física com uma alimentação mais saudável, diferentemente do que fazia antes. No entanto, esse ato pode causar a retirada de alguns alimentos essenciais, principalmente quando o corte é feito sem as instruções de um profissional de saúde. 

Algumas dessas pessoas que se arriscam em dietas restritivas cortam o carboidrato, por completo. Não podemos fazer isso, já que ele é um macronutriente essencial e nossa principal fonte de energia. E quando o indivíduo começa a praticar exercícios, a demanda por energia é maior. Se ele corta alimentos de forma inapropriada, passa a ter um rendimento menor na atividade e fica exposto a hipoglicemia, desmaios e quedas.

Muitos não sabem, mas o ideal mesmo é readequar a alimentação retirando dela produtos processados e ultraprocessados e incorporar alimentos mais saudáveis como frutas, legumes e verduras. Vale lembrar também que existem diversos alimentos com carboidratos mais saudáveis, como os grãos integrais, raízes e tubérculos, que fontes de carboidratos e fibras e, no caso de algumas variedades, também de minerais e vitaminas, como o potássio e as vitaminas A e C. Este grupo inclui a mandioca, também conhecida como macaxeira ou aipim, batata ou batata-inglesa, batata-doce, batata-baroa ou mandioquinha, cará e inhame.

No entanto, o risco de quando se adota um cardápio restritivo, o estoque energético de uso mais imediato se esvai (carboidrato) e a pessoa acha que perdeu gordura rapidamente. Não, ela não perdeu! No entanto, você não sabia, mas o que foi eliminado é massa magra (músculo), não pneuzinhos. Resultado: flacidez, unhas quebradiças, queda de cabelo e um mau humor daqueles.

Saiba mais: Muita gente passa fome, deixa de sair para comer com os amigos e acaba exagerando nas fontes de gordura e proteína, que, em excesso, são capazes de alterar o metabolismo. Quando se trata de emagrecimento saudável, o segredo é não excluir ou priorizar nutrientes. Tem que investir em uma reeducação alimentar que seja possível de seguir em logo prazo. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Associação entre exposição materna a inseticidas e autismo em crianças
Não acredite em tudo que você lê sobre nutrição
A alimentação ajuda no tratamento da dengue
O que comer para aumentar a produção do leite materno?
Como suas emoções podem interferir no emagrecimento?

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia prende dois e acaba com "tribunal” que poderia resultar em morte no Canaã I
DOURADOS
Corpo desovado no IV Plano é de homem que matou e jogou mulher dentro de poço há 6 anos
VIOLÊNCIA
Corpo é encontrado ‘ensacado’ em Dourados
DOURADOS
Homem foi espancado e enrolado em lençóis antes do corpo ser desovado no IV Plano