Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Murilo garante DEM em majoritária e prevê “união” com tucanos em Dourados

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

10 junho 2019 - 00h05

Trânsito – Continuam dando polêmica junto aos parlamentares de MS em Brasília (DF), as propostas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) de alteração ao Código Brasileiro de Trânsito. Após o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) reclamar ‘paternidade’ da lei que dobra o número de pontos na carteira de habilitação de motoristas, Beto Pereira (PSDB), criticou as alterações. 

Passado – Em vídeo publicado em rede social, o deputado federal tucano disse que as medidas tomadas pelo presidente são um retrocesso nas regras de trânsito do país. As propostas mais polêmicas apresentadas por Bolsonaro são o fim da multa pelo não uso de cadeirinha a crianças, aumento no número de pontos para se perder a CNH e o fim da exigência de exames toxicológicos para motoristas profissionais. 

Magoou – A classe política vem surpreendendo cada vez mais em Mato Grosso do Sul. Quando se acredita ter visto de tudo, sempre aparece algo novo. Na Capital, o vereador Vinicius Siqueira (DEM) usou a tribuna da Câmara para reclamar ter sido preterido em grupo de whatsapp administrado pelo colega de Casa João Cesar Matogrosso (PSDB). Ele foi o único a ficar de fora. 

X-9 – Conforme a imprensa da Capital, o tucano, que administra o grupo onde estão os vereadores, disse ter tomado a decisão por acreditar que Siqueira estaria vazando informações para terceiros e acabou retrucado, sendo chamado de ‘menino mimado’.  

Sumiu – Após, mais uma vez, não localizar Neide Souza Mariano, suposta autora da denúncia pedindo a cassação do vereador Olavo Sul (PEN), a Câmara de Dourados realizou através da edição de sexta-feira do Diário Oficial do Município, a notificação a ela sobre o arquivamento da denúncia. 

Prefeitura – O vice-governador e presidente do DEM em Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith, confirmou que o partido terá candidatura majoritária em Dourados nas eleições do ano que vem e também aguarda a abertura da janela, em março, para atrair novos políticos para a sigla.

Coligação – Na tarde de sexta-feira, na Aced, Murilo também garantiu que o projeto vencedor das eleições estaduais, na coligação com o PSDB, deve continuar na disputa pela maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul. Resta saber como ficará a formatação da chapa. 

Nomes – Do lado Democratas, nomes como Barbosinha e Alan Guedes são cotados para entrar no pleito, enquanto no ninho tucano, o deputado estadual Marçal Filho e o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, podem ser colocados à frente na disputa. Resta saber quem deles aceitaria entrar como vice na possível chapa.   

Revitalizada – Na Aced, Murilo ainda afirmou que a revitalização da avenida Hayel Bon Faker, sentido Sul, deve começar ao longo desta semana. A obra será realizada pelo governo do Estado. 

 

*Colaborou Gizele Almeida

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputado federal volta a atacar parlamentares da Assembleia de MS
Deputados do PT e PSL votam juntos em MS
Novo bloco formado na Câmara já tem cinco vereadores
Escudeiro fiel, Marun diz que ainda tem falado com Temer
CPI que gerou polêmica pode ser instaurada ainda esta semana

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas